Ibovespa opera em alta, mas sem estabilidade em dia de cenário volátil

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Divulgação

O Ibovespa opera em alta de 1,02%, aos 104.712 pontos, perto das 13h41, nesta quarta-feira (24).

O Ibovespa tem mais uma sessão volátil, com a atenção de investidores voltada à análise da PEC dos Precatórios em comissão do Senado e para a agenda de dados econômicos movimentada nos EUA, incluindo a ata da última reunião do Federal Reserve.

O que mexe no Ibovespa

A PEC dos Precatórios foi apresentada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. No entanto, a votação na CCJ, que estava prevista para acontecer hoje, foi adiada para a próxima terça-feira (30).  

O texto apresenta o Auxílio Brasil como permanente e não mais temporário. Se aprovada, a PEC abrirá uma brecha de R$ 106 bilhões no Orçamento de 2022.

Em indicadores, destaque para a Confiança do Consumidor, da FGV, que caiu 1,4 ponto em novembro, para 74,9 pontos. Este é o menor valor desde abril (72,5). O aumento da incerteza econômica decorre da inflação elevada, de uma política monetária restritiva e de maior endividamento das famílias. 

Exterior

Às vésperas do feriado de Ação de Graças, que fecha as bolsas nos EUA amanhã (25), e da Black Friday na sexta (que terá pregão reduzido), esta quarta-feira (24) é de importantes indicadores. 

Foi divulgada a segunda prévia do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA do terceiro trimestre, que apontou crescimento de 2,1% no período, ante 2% da leitura anterior. A expectativa do mercado, no entanto, era por 2,2%. No segundo trimestre deste ano, a alta do PIB foi de 6,7%.

Os pedidos de auxílio desemprego dos Estados Unidos (EUA) caíram para 199 mil requisições. A projeção era de 260 mil novos pedidos. De acordo com o Departamento do Trabalho (DOL, na sigla em inglês), este é o mais baixo nível de pedidos desde 15 de novembro de 1969. Naquela ocasião, foram efetuados 197 mil requisições. Os dados da semana passada foram revisados em 2 mil, passando de 268 mil para 270 mil novos pedidos. Houve então, uma redução de 71 mil novos pedidos da semana anterior para esta.

Também foi divulgado o Índice de Preços PCE, medida de inflação adotada pelo Fed, que subiu 0,6% em outubro, em linha com a expectativa do mercado e acima do 0,4% da leitura anterior.  Na comparação anual, a alta é de 5% – a maior para o indicador desde 1990. O núcleo do PCE, que exclui combustíveis e alimentos, subiu 0,4%, também em linha com a projeção. Na comparação ano a ano, a alta é de 4,1%. A renda pessoal subiu 0,5%.  E os gastos pessoais, 1,3%.

À tarde, será divulgada a ata da última reunião do Fomc, que pode apresentar mais detalhes sobre tapering e possível sinalização de quando acontece a alta de juros nos EUA.

Ibovespa: ações

As ações da Locaweb (LWSA3) lideram as altas no Ibovespa nesta quarta-feira (24). Por volta das 13h41, os papéis da empresa subiam 9,31%.

A companhia se recupera após registrar queda de 4,62% na véspera.

O Banco Inter (BIDI11) é a segunda entre as maiores altas. Esta opera com variação positiva de 5,60%.

Logo após aparece Usiminas (USIM5), que registra variação positiva de 5,37%.

Em seguida, surge Banco Pan (BPAN4) que cresce 5%.

Por fim, vem Lojas Americanas (LAME4), que opera com elevação de 4,75%.

Dólar

O dólar tem alta de 0,39%, a R$ 5,5931, por volta das 13h41.

A moeda saiu das mínimas do dia e chegou a bater a máxima de R$ 5,60 com investidores reagindo a dados norte-americanos e atentos ao noticiário local em torno da PEC dos Precatórios. A recuperação do dólar no mercado doméstico em relação aos menores patamares da sessão veio em linha com o fortalecimento internacional da moeda norte-americana.

*Com Agência Reuters e Agência Estado