Ibovespa fecha o dia em alta de 0,59% mas não recupera os prejuízos da semana

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Na sessão desta sexta-feira (19), o Ibovespa operou no positivo e fechou o dia em alta de 0,59%, aos 103.035 pontos. Apesar do índice fechar no azul, a sessão de hoje não conseguiu reverter as perdas da semana, que acumulou um recuo de 3,10%. O volume de negócios do dia foi de R$ 27,15 bilhões.

No dia, a Bolsa perdeu fôlego depois que o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a tese da inflação temporária [dos bens] está cada vez mais “obsoleta”, que as expectativas inflacionárias para 2022 já “estão saindo da meta” e que um crescimento de 1% do PIB no ano que vem, “com juro de 12% ou 13% pode colocar a dívida pública em trajetória explosiva”.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A PEC dos Precatórios segue como tema central no país, agora com a proposta de fatiamento das emendas e Auxílio Brasil permanente. O mercado, aparentemente, reage bem à nova solução. Os investidores vêm acompanhando o tema, apreensivos pela indefinição, mas também atentos a como ficará a austeridade fiscal em ano eleitoral.

Em evento ontem (18), o ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou que o PIB crescerá 2,1% em 2022, o que contrasta com a projeção do mercado, de PIB abaixo de 1%. Hoje, o Monitor do PIB, da FGV, apontou que a  economia teve retração de 0,1% no terceiro trimestre de 2021, na comparação com os 3 meses anteriores. Já sobre o mês de setembro, houve crescimento de 0,3% em relação a agosto. Na comparação interanual a economia cresceu 4,1% no 3º trimestre e 2,4% em setembro.

Nesta sexta (19), o governo realizou leilão de terminais portuários em Santos. Segundo o Ministério da Infraestrutura, foi o maior arrendamento portuário dos últimos 20 anos. A Petrobras confirmou seu favoritismo e conquistou um contrato de mais 25 anos no terminal de granéis líquidos STS 08A, no Porto de Santos.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -1,82% (104.403 pontos)
  • quarta-feira (17): -1,39% (102.948 pontos)
  • quinta-feira (18): -0,51% (102.426 pontos)
  • sexta-feira (19): +0,59% (103.035 pontos)
  • semana: -3,10%
  • 2021: -12,58%

Destaques da bolsa

Das 91 ações negociadas na bolsa, 63 subiram, 2 ficaram estáveis e 26 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

EmpresaTickerPreçoOscilação
PETROBRASPETR4R$ 26,10-1,66%
VALEVALE3R$ 64,03+2,73%
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$ 9,27+3,11%
BRADESCOBBDC4R$ 20,53-0,10%
ITAÚ UNIBANCOITUB4R$ 22,28-0,85%

Maiores altas

EmpresaTickerPreçoOscilação
SID. NACIONALCSNA3R$ 21,397,98%
TELEFÔNICA BRASILVIVT3R$ 53,006,81%
TIMTIMS3R$ 13,485,15%
GRUPO SOMASOMA3R$ 15,274,95%
BANCO INTERBIDI11R$ 40,814,78%

Maiores baixas

EmpresaTickerPreçoOscilação
LOCAWEBLWSA3R$ 15,054,26%
MÉLIUZCASH3R$ 3,973,17%
SULAMÉRICASULA11R$ 27,603,40%
PETRORIOPRIO3R$ 21,462,63%
YDUQSYDUQ3R$ 22,402,44%

Dólar

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): +0,78% a R$ 5,499
  • quarta-feira (17): +0,45% a R$ 5,524
  • quinta-feira (18): +0,83% a R$ 5,569
  • sexta-feira (19): +0,70% a R$ 5,608
  • semana: +2,31%

Euro

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -0,34% a R$ 6,223
  • quarta-feira (17):+0,42% a R$ 6,247
  • quinta-feira (18): +1,33% a R$ 6,332
  • sexta-feira (19): -0,03% a R$ 6,33
  • semana: +0,96%

Criptomoedas*

  • Bitcoin: +0,85% a R$ 323.896,13
  • Ethereum: +6,78% a R$ 23.956,21
  • Tether: +1,87% a R$ 5,61
  • Cardano: +3,54% a R$ 10,45
  • Binance: +9,53% a R$ 3.262,60

*(variação nas últimas 24h – corte: 18h)

Mercados do exterior

Os mercados externos operaram em queda, repercutindo os receios com novo lockdown decretado na Áustria. O país também tornou a vacinação obrigatória.

As bolsas europeias iniciaram o pregão em alta, mas inverteram o sinal, acompanhando se as restrições serão estendidas a outros países. A Alemanha é outro país que liga o alerta sobre a quarta onda de Covid, que pode desacelerar a economia.

Em indicadores, as vendas no varejo do Reino Unido subiram 0,8% em outubro, dentro das expectativas. Os preços ao produtor avançaram 18,4% na comparação com outubro de 2020, sendo o resultado mais alto em 70 anos.

Ainda na Europa, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, afirmou que não pretende subir juros para responder à inflação, que em sua visão é passageira.

O Japão aprovou hoje um pacote de estímulo fiscal de US$ 490 bilhões para apoiar a recuperação pós-pandemia. O pacote inclui pagamentos diretos para a maioria das famílias e empresas pequenas. O valor equivale a aproximadamente um décimo do PIB do país.

Ainda no país asiático, a inflação ao consumidor recuou para 0,1% em outubro, ante 0,2% em setembro.

Nos EUA, a Câmara dos Representantes aprovou hoje um pacote de quase US$ 2 trilhões focado em educação, saúde e contra mudanças climáticas. O projeto segue agora para o Senado, onde os democratas têm maioria. Os republicanos, no entanto, se opõem, alegando que um novo pacote irá intensificar a inflação e prejudicar o ritmo de crescimento.

Bolsas mundiais

Nova York

  • Dow Jones: -0,75%
  • S&P 500: -0,14%
  • Nasdaq: +0,40%

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): -0,62%
  • DAX (Alemanha): -0,38%
  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,45%
  • CAC (França): -0,42%
  • IBEX 35 (Espanha): -1,68%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): +1,13%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): -1,07%
  • SET (Tailândia): -0,36%
  • Nikkei (Japão): +0,50%
  • ASX 200 (Austrália): +0,23%
  • Kospi (Coreia do Sul): 0,80%

Commodities

Petróleo

  • Brent (janeiro 2022): US$ 78,41 (-3,48%)
  • WTI (janeiro 2022): US$ 75,67 (-3,49%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.848,70 (-0,68%)