Ibovespa cai pelo quarto dia seguido mas mantém os 102 mil pontos

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte / EQI

O Ibovespa seguiu em viés negativo pelo quarto dia seguido e fechou a sessão desta quinta-feira (18) com recuo de 0,51%, aos 102.426 pontos. O volume de negócios do dia foi de R$ 28,49 bilhões.

O dia foi de agenda fraca no Brasil, com destaque para IPC-Fipe, que mede a inflação em São Paulo, subindo 0,98% na segunda leitura de novembro. Também hoje cedo foi divulgada a segunda prévia do mês para o IGP-M, inflação do aluguel, que avançou 0,76%.

A Secretaria de Política Econômica (SPE) publicou suas estimativas para o PIB ontem (17). O de 2021 foi de 5,3% para 5,1% entre setembro e novembro. Para 2022, a projeção foi cortada para 2,10%, ante 2,50% da leitura anterior. A partir de 2023, a expectativa é de crescimento de 2,5% ao ano.

Os números, no entanto, contrastam com a visão do mercado, captada pelo último Boletim Focus, que aponta o PIB a 4,88% em 2021 e 0,93% em 2022.

Para o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, as projeções do Ministério da Economia vão se revelar corretas, como estavam em 2019, 2020 e 2021, mesmo quando na contramão das estimativas feitas pelo mercado.

Paralelamente, seguem as discussões sobre a PEC dos Precatórios, agora com nova polêmica: conceder ou não reajuste aos funcionários públicos no ano que vem dentro da brecha que será aberta no Orçamento, caso a emenda seja aprovada.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -1,82% (104.403 pontos)
  • quarta-feira (17): -1,39% (102.948 pontos)
  • quinta-feira (18): -0,51% (102.426 pontos)
  • semana: -3,68%
  • 2021: -13,17%

 

 

Destaques da bolsa

Das 91 ações negociadas na bolsa, 51 subiram, 2 ficaram estáveis e 38 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

EmpresaTickerPreçoOscilação
VALEVALE3R$ 62,33-4,11%
PETROBRASPETR4R$ 26,54-0,15%
BRADESCOBBDC4R$ 20,55-0,96%
ITAUUNIBANCOITUB4R$ 22,47-1,66%
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$ 8,99-3,02%

Maiores altas

EmpresaTickerPreçoOscilação
MÉLIUZCASH3R$ 4,099,95%
ALPARGATASALPA4R$ 43,034,95%
INTERMÉDICAGNDI3R$ 72,123,77%
HAPVIDAHAPV3R$ 13,063,73%
IGUATEMIIGTA3R$ 33,072,70%

Maiores baixas

EmpresaTickerPreçoOscilação
USIMINASUSIM5R$ 12,026,17%
SID.NACIONALCSNA3R$ 19,815,35%
BRADESPARBRAP4R$ 44,934,32%
PETRORIOPRIO3R$ 22,044,42%
VALEVALE3R$ 62,334,11%

Dólar

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): +0,78% a R$ 5,499
  • quarta-feira (17): +0,45% a R$ 5,524
  • quinta-feira (18): +0,83% a R$ 5,569
  • semana: +1,61%

 

 

Euro

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -0,34% a R$ 6,223
  • quarta-feira (17):+0,42% a R$ 6,247
  • quinta-feira (18): +1,33% a R$ 6,332
  • semana: +0,99%

 

 

Criptomoedas*

  • Bitcoin: -1,40% a R$ 323.606,81
  • Ethereum: -2,38% a R$ 22.662,67
  • Tether: +1,91% a R$ 5,57
  • Cardano: -0,37% a R$ 10,16
  • Binance: -4,56% a R$ 3.014,46

*(variação nas últimas 24h – corte: 18h)

Mercados do exterior

No exterior, a agenda do dia também foi esvaziada, com destaque para os novos pedidos de seguro-desemprego, que atingiram 268 mil na semana encerrada em 13 de novembro. Foi uma queda de 1.000 pedidos com relação à semana anterior, mas ainda assim acima da projeção de 260 mil.

Na Europa, a escalada da inflação aumenta as apostas de que os bancos centrais de lá terão que mexer nos juros antes do previsto. Na zona do euro, os preços subiram 4,1% em outubro, na base anual, mais que o dobro da meta do Banco Central Europeu. No Reino Unido, foi de 4,2% nos 12 meses até outubro, a maior em quase uma década.

Já na Ásia, a incorporadora Evergrande pretende levantar cerca de US$ 273 milhões com venda de ações da empresa HengTen Networks, de streaming. A venda é mais um esforço na tentativa de levantar capital e evitar o colapso da empresa.

Bolsas mundiais

Nova York

  • Dow Jones: -0,17%
  • S&P 500: +0,37%
  • Nasdaq: +0,45%

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): -0,39%
  • DAX (Alemanha): -0,18%
  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,48%
  • CAC (França): -0,21%
  • IBEX 35 (Espanha): -1,00%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): -0,47%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): -1,29%
  • SET (Tailândia): +0,39%
  • Nikkei (Japão): -0,30%
  • ASX 200 (Austrália): +0,13%
  • Kospi (Coreia do Sul): -0,51%

Commodities

Petróleo

  • Brent (janeiro 2022): US$ 81,06 (+0,97%)
  • WTI (janeiro 2022): US$ 78,25 (+0,90%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.862,25 (-0,43%)