Ibovespa cai 1,23% e fecha abaixo dos 114 mil pontos, em sessão de aversão ao risco e fuga para o dólar

Omar Salles
null
1

Crédito: Agencia Brasil

Em um dia de fuga ao risco e busca de ativos seguros como o dólar, o Ibovespa recuou e fechou em queda expressiva de 1,23%, aos 113.770,29 pontos. O índice termina a semana estável com um ganho de 0,01%, mas está negativo em 1,62% no ano. Apenas as ações de alguns bancos e seguradoras fecharam em terreno positivo.

Das 73 ações do índice, só 12 fecharam em alta, 61 em baixa e nenhuma estável. O volume financeiro movimentado foi de R$ 24,5 bilhões.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O investidor buscou uma posição defensiva. A ação que mais subiu, 1,61% para R$ 35,36, foi a da BB Seguridade (BBSE3). Itaú Unibanco (ITUB4) avançou 1,29% a R$ 33,71, enquanto Santander Brasil (SANB11) teve alta de 1,23% para R$ 42,00.

As ações da seguradora IRB Brasil RE (IRBR3) despencaram 7,32% para 39,53. Os papéis da construtora e incorporadora MRV (MRVE3) caíram 5,07% para R$ 20,03.

Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) tenha declarado mais cedo que o surto do coronavírus na China perdeu velocidade de propagação, a doença assustou aos mercados, quando o governo chinês informou que o número de pessoas contaminadas passou de 31 mil e o de mortes chegou a 637. Outro fator que fez o investidor fugir do risco foi a valorização do dólar, que novamente ocorreu no mundo inteiro e deriva da percepção de que a economia dos Estados Unidos cresce mais que as de outros países.

PETRÓLEO – O preço do petróleo voltou a cair por causa da falta de acordo com a Rússia para reduzir a produção e do surto do coronavírus na China. O preço futuro do WTI com entrega para março caiu 1,23% para US$ 50,32 na Nymex. O preço do Brent recuou 0,83% para US$ 54,47. O ouro teve alta de 0,21% para US$ 1.573,40 a onça-troy.

DÓLAR O dólar teve mais uma jornada de ganhos frente às moedas emergentes e também às moedas fortes, como o Euro e o Franco suíço. A razão é o forte aquecimento da economia dos Estados Unidos. No Brasil, o dólar à vista subiu 0,83% e fechou a R$ 4.320,90, a maior alta nominal desde 1994. O dólar futuro subiu 0,89% para R$ 4.326,50. Em 2020, o dólar já acumula alta superior a 7% no Brasil.

EUA  Os mercados de Nova York fecharam o dia em queda, com os investidores realizando lucros após quatro sessões de alta. Embora tenha perdido hoje 270 pontos, o índice Dow Jones 30 fechou a semana com avanço de 3%, impulsionado pelas ações da IBM e da Microsoft, informa a CNBC. O Nasdaq também fechou a semana com avanço superior a 3%, embora tenha caído hoje. O governo americano informou na manhã de hoje que foram gerados 225 mil empregos em janeiro, dado que chegou bem acima das estimativas de 160 mil pelos economistas. Os números mostraram que a atividade econômica permanece forte nos EUA.

Veja o desempenho dos mercados:

Ibovespa [-1,23%] | 113.770,29 pontos
Dólar futuro [+0,89%] | R$ 4,326,50
Dow Jones 30 [-0,94%] | 29.102 pontos
S&P 500 [-0,54%] | 3.327 pontos
Nasdaq   [-0,54%] | 9.520 pontos

(Com Wizir)

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3