Ibovespa avança 1,59% no dia em sua terceira alta seguida

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte / EQI

O Ibovespa fechou a sessão desta quinta-feira (23) em seu terceiro dia seguido de alta, avançando 1,59%, aos 114.064,36 pontos.

No final do pregão, manifestantes ocuparam a B3 em protesto contra desemprego, inflação e fome.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Segundo representantes do movimento, o local do ato foi escolhido porque as ações de grandes empresas estavam em alta até meados deste ano, especialmente devido ao crescimento de 1,2% no PIB.

Os manifestantes alegam que a expansão foi desigual e deixou de fora especialmente a classe de renda mais baixa.

O dia foi de repercussão da Super Quarta, com decisões de Fed e Copom.

Ontem (22), o presidente do Banco Central Roberto Campos Neto disse e cumpriu: não mudou o plano de voo e a Selic foi a 6,25%, como amplamente aguardado. A expectativa, agora, é por outro ajuste de 1 ponto porcentual na próxima reunião do Copom.

Para o BTG Pactual (BPAC11), a taxa Selic vai até 8% em dezembro, no entanto, há casas estimando até 10%.

Em Brasília, avançam as negociações sobre os precatórios, com proposta do Congresso e do Ministério da Economia de limitar os pagamentos a R$ 40 bilhões em 2022. Os outros R$ 49 bilhões em dívidas julgadas poderiam ser negociados entre as partes, vir de outras fontes de pagamento ou ser rolados para 2023.

No dia, o Ibovespa apresentou mínima de 112.280,81 pontos e máxima de 114.329,73 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 32,82 bilhões.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (20): -2,3% (108.843,74 pontos)
  • terça-feira (21): +1,29% (110.249,73 pontos)
  • quarta-feira (22): +1,84% (112.282,28 pontos)
  • quinta-feira (23): +1,59% (114.064,36 pontos)
  • semana: +2,36%
  • setembro: -3,97%
  • 2021: -3,98%

Destaques da bolsa

Das 91 ações negociadas na bolsa, 59 subiram, 2 ficaram estáveis e outras 30 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

EmpresaTickerPreçoOscilação
VALEVALE3R$ 78,910,00%
PETROBRASPETR4R$ 26,843,83%
ITAÚ UNIBANCOITUB4R$ 28,713,46%
USIMINASUSIM5R$ 16,659,25%
BRADESCOBBDC4R$ 20,724,44%

Maiores altas

EmpresaTickerPreçoOscilação
EMBRAEREMBR3R$  21,3012,16%
ULTRAPARUGPA3R$  14,619,51%
USIMINASUSIM5R$  15,249,51%
CVCCVCB3R$  21,996,73%
GERDAUGGBR4R$  25,565,44%

Maiores baixas

EmpresaTickerPreçoOscilação
EZTECEZTC3R$  26,474,80%
CYRELACYRE3R$  20,304,43%
B2WAMER3R$  36,463,13%
B3B3SA3R$  14,252,95%
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$  16,342,94%

Dólar

O dólar avançou 0,10% e passou a valer R$ 5,309.

  • segunda-feira (20): +0,93% a R$ 5,3312
  • terça-feira (21): -0,84% a R$ 5,2863
  • quarta-feira (22): +0,34% a R$ 5,303
  • quinta-feira (23): +0,10% a R$ 5,309
  • semana: +0,53%

Euro

  • segunda-feira (30): -0,34% a R$ 6,1145
  • terça-feira (31): -0,57% a R$ 6,0797
  • quarta-feira (22): +0,06% a R$ 6,201
  • quinta-feira (23): +0,48% a R$ 6,231
  • semana: +0,99%

 

 

Criptomoedas*

  • Bitcoin: +2,71% a R$ 239.375,38
  • Ethereum: +3,90% a R$ 16.564,92
  • Tether: -0,08% a R$ 5,27
  • Cardano: +1,85% a R$ 11,96
  • Binance: +1,44% a R$ 2.017,23

*(variação nas últimas 24h – corte: 17h)

Mercados do exterior

Na Super Quarta, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, sinalizou para a reunião de novembro o anúncio da retirada de estímulos da economia – atualmente em US$ 120 bilhões mensais. Os juros foram mantidos, mas devem começar a subir em 2022.

A maioria dos dirigentes do Fed espera juros entre 1% e 1,25% até 2023 e 3 dirigentes esperam juros entre 1,5% e 1,75%.

Outra informação relevante é que os dados do mercado de trabalho não pesam tanto mais sobre a decisão do tapering, segundo Powell.

O que mais foi notícia:

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

  • Os novos pedidos de seguro-desemprego nos EUA vieram em 351 mil, ante projeção de 320 mil.
  • Na zona do euro, os PMIs (Índices dos Gerentes de Compras) industrial, de serviços e composto vieram abaixo da expectativa: 58,7; 56,3; e 56,1, respectivamente. Os 50 pontos separam crescimento de retração da atividade.
  •  Nos EUA, o PMI industrial ficou em 60,5, ante projeção de 61,5 e leitura anterior de 61,1. O PMI de serviços ficou em 54,4 pontos, ante expectativa de 55 e leitura prévia de 55,1. O composto, que congrega indústria e serviços, ficou em 54,5, ante projeção de 58,3 e prévia de 55,4.
  • Na China, é grande a expectativa de pagamento de parte da dívida da Evergrande e de intervenção do governo chinês na incorporadora.
  • O Banco Central da Turquia reduziu a taxa básica de juros de 19% para 18%, enquanto o Banco da Inglaterra manteve tudo igual: 0,10%.

Bolsas mundiais

Nova York

  • Dow Jones: +1,48%
  • S&P 500: +1,21%
  • Nasdaq: +1,04%

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): +1,08%
  • DAX (Alemanha): +0,88%
  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,07%
  • CAC (França): +0,98%
  • IBEX 35 (Espanha): +0,78%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): +0,38%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): +1,08%
  • SET (Tailândia): +0,71%
  • Nikkei (Japão): -0,67%
  • ASX 200 (Austrália): +1,00%
  • Kospi (Coreia do Sul): -0,41%

Commodities

Petróleo

  • Brent (novembro 2021): US$ 77,22 (+1,35%)
  • WTI (novembro 2021): US$ 73,23 (+1,38%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.741,20 (-2,11%)