Ibovespa avança 1,54% e retoma faixa dos 107 mil pontos

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte / EQI

O Ibovespa fechou o pregão desta quinta-feira (11) em alta de 1,54%, aos 107.594 pontos.O volume de negócios do dia foi de R$ 32,22 bilhões.

Destaque no dia para as vendas no varejo, que caíram 1,3% em setembro ante agosto e 5,5% ante o mesmo período de 2020, resultado pior do que a projeção.

Ontem (10), o susto foi com o IPCA, inflação oficial, que subiu 1,25% em outubro, acima das expectativas e maior variação desde 2002. O indicador acumula 8,24% no ano e 10,67% nos últimos 12 meses.

Com isso, sobem as apostas para a alta da Selic na reunião do Copom de 7 e 8 de dezembro: já tem quem aponte 2 pontos porcentuais, ante 1,5 sinalizado pelo comitê.

Atenção ainda ao encaminhamento da PEC dos Precatórios ao Senado, depois de o texto ser aprovado em dois turnos na Câmara. Segundo o líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra (MDB-PE), confirmado como relator da PEC, a votação deve acontecer entre os dias 23 e 24 deste mês.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (08): -0,04% (104.781 pontos)
  • terça-feira (09): +0,72% (105.535 pontos)
  • quarta-feira (10): +0,41% (105.967 pontos)
  • quinta-feira (11): +1,54% (107.594 pontos)
  • semana: +2,64%
  • 2021: -8,28%

Destaques da bolsa

Das 91 ações negociadas na bolsa, 72 subiram e 19 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

EmpresaTickerPreçoOscilação
VALEVALE3R$ 68,01+3,53%
PETROBRASPETR4R$ 26,45+0,08%
VIAVIIA3R$ 6,17-12,48%
ITAÚUNIBANCOITUB4R$ 23,05-0,22%
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$ 13,65+4,84%

Maiores altas

EmpresaTickerPreçoOscilação
MÉLIUZCASH3R$ 4,2610,08%
AZULAZUL4R$ 29,049,83%
SID.NACIONALCSNA3R$ 22,757,46%
BANCO PANBPAN4R$ 13,517,39%
BANCO INTERBIDI11R$ 46,466,07%

Maiores baixas

EmpresaTickerPreçoOscilação
VIAVIIA3R$ 6,1712,48%
BRASKEMBRKM5R$ 48,152,94%
TAESATAEE11R$ 36,662,40%
RAIA DROGASILRADL3R$ 22,892,39%
MINERVABEEF3R$ 9,751,92%

Dólar

  • segunda-feira (08): +0,33% a R$ 5,54
  • terça-feira (09: -0,83% a R$ 5,494
  • quarta-feira (10): +0,10% a R$ 5,50
  • quinta-feira (11): -1,74% a R$ 5,404
  • semana: -2,14%

Euro

  • segunda-feira (08): +0,55% a R$ 6,42
  • terça-feira (09): -0,81% a R$ 6,370
  • quarta-feira (10): -0,86% a R$ 6,315
  • quinta-feira (11): -2,06% a R$ 6,185
  • semana: -3,18%

Criptomoedas*

  • Bitcoin: +0,30% a R$ 349.952,45
  • Ethereum: +4,19% a R$ 25.575,47
  • Tether: +1,76% a R$ 5,40
  • Cardano: +0,01% a R$ 11,25
  • Binance: +3,40% a R$ 3.391,44

*(variação nas últimas 24h – corte: 18h)

Mercados do exterior

O feriado do Dia dos Veteranos nos Estados Unidos fechou hoje o mercado de treasuries, diminuindo a liquidez, as bolsas, no entanto, funcionaram normalmente.

Por lá, ainda impacta o resultado dos preços ao consumidor, divulgados ontem, com a maior alta em 30 anos. Agora, os agentes do mercado veem maiores chances de o Fed elevar juros em julho do ano que vem.

No Reino Unido, o PIB avançou 1,3% no terceiro trimestre, na comparação com o trimestre anterior, pouco abaixo da expectativa. A produção industrial perdeu impulso, com queda de 0,4% em setembro ante agosto, quando a projeção era alta de 0,1%.

Em Hong Kong, as ações da Evergrande subiram mais de 6% hoje, depois de a mídia local informar que a empresa realizou alguns pagamentos a credores. Ontem, as notícias davam conta de que um dos credores entraria com pedido de falência contra a incorporadora.

Bolsas mundiais

Nova York

  • Dow Jones: -0,44%
  • S&P 500: +0,06%
  • Nasdaq: +0,52%

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): +0,21%
  • DAX (Alemanha): +0,10%
  • FTSE 100 (Reino Unido): +0,60%
  • CAC (França): +0,20%
  • IBEX 35 (Espanha): -0,54%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): +1,15%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): +1,01%
  • SET (Tailândia): +0,12%
  • Nikkei (Japão): +0,59%
  • ASX 200 (Austrália): -0,57%
  • Kospi (Coreia do Sul): -0,18%

Commodities

Petróleo

  • Brent (janeiro 2022): US$ 82,57 (-0,08%)
  • WTI (dezembro 2021): US$ 81,17 (-0,21%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.864,80 (+0,89%)