Ibovespa intensifica perdas em dia de realização de lucros

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Crédito: Infomey

O Ibovespa opera em queda nesta quinta-feira (30), véspera de feriado, quando investidores também aproveitam para realizar lucros, ao mesmo tempo em que acompanham o humor dos mercados internacionais. Às 13h, o índice caía 3,17%, aos 80.532 pontos. Apenas três ações registravam alta. Várias notícias ajudaram a interromper a sequência de três dias de ganhos da bolsa.

Desemprego

Nos EUA, os novos pedidos de auxílio-desemprego somaram 3,839 milhões na semana encerrada em 25 de abril, o que representou uma queda de 603 mil novos pedidos da semana anterior. Apesar da retração, o número ainda é alto e ficou acima das expectativas do mercado.

Além disso, houve frustração com a não divulgação, pelo Banco Central Europeu, de uma compra de ativos para ajudar na recuperação da economia fortemente abalada pela crise do coronavírus. Essa ajuda era esperada pelos investidores. Pela manhã, a agência Eurostat divulgou um recuo de 3,8% no PIB da zona do euro e de 3,5% da União Europeia.

No Brasil, a taxa de desemprego no Brasil, medida pelo IBGE, atingiu 12,2% no primeiro trimestre de 2020, contra 11,6% no trimestre encerrado em fevereiro. Os dados não mostram, ainda, os impactos da paralisação da economia, pois a medição foi feita no final de março.

O dólar opera em alta de 1,79%, cotado a R$ 5,4303.

Balanços

Depois de Facebook e Microsoft divulgarem resultados bons, apesar da pandemia, hoje o McDonald’s reportou vendas de US$ 4,71 bilhões nos primeiros três meses do ano, um recuo de 3,4% no critério mesmas lojas, decorrente do fechamento de restaurantes. O lucro por ação recuou 17%, de US$ 1,72 um ano antes para US$ 1,47 agora.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

O Bradesco também mostrou resultados preliminares da crise em seu balanço, informando um recuo de 39% no lucro líquido, para R$ 3,753 bilhões. A redução foi em razão de um maior provisionamento para devedores duvidosos, visando fazer frente à pandemia, que deve elevar os níveis de inadimplência, falências e desemprego. O provisionamento somou R$ 2,7 bilhões.

A Multiplan registrou no primeiro trimestre de 2020 um lucro líquido de R$ 177,7 milhões, avanço de 93,3% frente a igual período de 2019. O Ebitda (lucro antes juros, impostos, amortização e depreciação) também teve forte evolução e atingiu R$ 343,7 milhões, alta de 49% ante igual período de 2019. Os números ainda não refletem integralmente o fechamento dos shoppings, que ocorreu no final de março.

Os dois papéis estão entre as maiores quedas na bolsa brasileira.

O preço da petróleo segue em recuperação, com WTI ultrapassando 18% de aumento. As cotações saltaram com a expectativa de reabertura das economias  e com um aumento menor do que o esperado nos estoques dos EUA, segundo a CNBC.

Brasil

Ações

Mais negociadas

  • Via Varejo (VVAR3): -1,53%
  • Petrobras PN (PETR4): -1,21%
  • Bradesco PN (BBDC4): -6,49%
  • Itaú (ITUB4): -3,70%
  • Cogna (COGN3): -2,33%

Maiores quedas

  • Smiles (SMLS3): -8,23%
  • CSN (CSNA3): -6,93%
  • Cyrela (CYRE3): -6,62%
  • Multiplan (MULT3): -6,62%
  • Bradesco PN (BBDC4): -6,49%

Maiores altas:

  • Suzano (SUZB5): +2,38%
  • Klabin (KLBN11): +1,94%
  • Yduqs (YDUQ3): +0,40%

Nova York

  • S&P: -1,30%
  • Nasdaq: -0,33%%
  • Dow Jones: -1,47%

Petróleo

  • Brent (julho 2020): US$ 26,13 (+7,84%)
  • WTI (junho 2020): US$ 17,89 (+18,79%)

Europa 

  • DAX, Alemanha: -2,15%
  • FTSE, Reino Unido: -3,43%
  • CAC, França: -2,12%
  • FTSE MIB, Itália: -2,19%
  • Stoxx 50: -2,27%

Ásia

Os mercados da Coreia do Sul e de Hong Kong não tiveram pregões nesta quinta, por conta de um feriado.

  • Nikkei, Japão: +2,14%
  • Xangai, China: +1,33%
  • ASX 200, Austrália: +2,39%