Hypera (HYPE3) deve ter resultados positivos no 2TRI20, prevê Eleven

Osni Alves
Jornalista (2007); Especializado em Comunicação Corporativa e RP (INPG, 2011); Extensão em Economia (UFRJ, 2013); Passou por redações de SC, RJ e BH (oalvesj@gmail.com).
1

Crédito: Hypera (HYPE3) deve ter 2TRI20 positivo por resiliência do setor de saúde, diz Eleven

A farmacêutica Hypera (HYPE3) deverá ter segundo um trimestre de 2020 positivo graças à resiliência do setor de saúde, avalia a corretora Eleven.

Por conta disso, a gestora de ativos posicionou o preço-alvo em R$ 45 ante os R$ 31,77 registrados anteriormente.

Em 24 de julho a Hypera apresentará seus resultados referentes ao segundo trimestre de 2020.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

Para a Eleven, apesar dos efeitos negativos da pandemia, a empresa deverá apresentar crescimento da receita líquida, Ebitda e lucro líquido.

“Isso em um trimestre que será bastante complicado para a maioria das empresas listadas”, estacou a Eleven.

Hypera (HYPE3) deve ter 2TRI20 positivo por resiliência do setor de saúde, diz Eleven

HYPE3: exposição ao dólar

O otimismo da corretora leva em consideração também a alta exposição do dólar no custo da Hypera.

Recentemente a Hypera obteve autorização para adquirir medicamentos da família Buscopan, além de ativos da Takeda e essa movimentação traz consigo perspectivas de alta.

A analista da Eleven, Mariana Ferraz, estima uma alta de 5% da receita líquida para a Hypera em seu balanço a ser apresentado no fim de julho.

Embora pareça um crescimento modesto, levando em consideração o cenário truncado por conta do novo coronavírus, o crescimento de 5% se faz muito importante à companhia.

HYPE3: vendas e estocagem

Conforme Mariana, o mês de abril apresentou queda expressiva das vendas em farmácias (sell-out) devido ao movimento de estocagem do mês anterior.

Entretanto, a reposição dos estoques das farmácias (sell-in) aconteceu nos meses de maio e junho impactando positivamente a receita no trimestre.

“Em relação à margem bruta, projetamos queda de 2,8 p.p.a.a; explicado pelo aumento da representatividade das vendas de genéricos e similares no mix, que possuem margem mais baixa”, disse.

Veja o desempenho da HYPE3 na Bolsa:

Hypera (HYPE3) deve ter 2TRI20 positivo por resiliência do setor de saúde, diz Eleven

Fonte: tradingview.

Movimentações recentes

Com 7.500 colaboradores, a Hypera Pharma anunciou recentemente a compra do portfólio latino da Takeda Pharmaceutical International por US$ 825 milhões.

Foram negociados 18 medicamentos de prescrição e isentos de prescrição (OTC) na América Latina.

O pacote inclui produtos em áreas terapêuticas como diabetes, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, sistema respiratório e clínica geral – além de marcas de bastante relevância como Neosaldina e Dramin.

Para financiar tal transação, a Hypera conseguiu com os bancos linhas de crédito de R$ 3,5 bilhões.

A conclusão da aquisição deve acontecer até o fim do ano, com a aprovação dos órgãos antitrustes e dos acionistas.

Hypera (HYPE3) deve ter 2TRI20 positivo por resiliência do setor de saúde, diz Eleven

Buscopan

Vale lembrar que em dezembro de 2019 a empresa já havia ocupado as manchetes com a compra da marca Buscopan, da europeia Boehringer Ingelheim, por R$ 1,3 bilhão.

No início da segunda quinzena de março, foi a vez de a Hypera anunciar uma venda de US$ 161 milhões para a Eurofarma.

Trata-se de um portfólio de 12 produtos isentos de prescrição nos seguintes países: Argentina, Colômbia, Equador, México, Panamá e Peru.