Huawei revida acusação dos EUA e cita histórico de espionagem do país

Sabrina Oliveira
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/AFP

A Huawei rebateu a acusação dos Estados Unidos e foi publicou uma nota na última quinta-feira (13), depois que o governo dos EUA disse ter evidências de que os chineses eram capazes de usar seus equipamentos para monitorar qualquer rede.

A empresa chinesa disse em comunicado divulgado em seu site oficial que não possui as habilidades técnicas para monitorar a empresa ou qualquer rede que utilize seus equipamentos e a Huawei lembrou que os Estados Unidos têm uma longa história de espionagem em redes móveis.

A Huawei também lembrou o segundo maior caso de espionagem dos EUA, em um relatório divulgado nesta semana, documentos mostram que a CIA inseriu vulnerabilidades em códigos de produtos vendidos pela empresa de criptografia Crypto AG para monitorar países aliados e adversários.

A empresa chinesa enfatizou mais uma vez que era apenas um fabricante de dispositivos, o que impediu o acesso a dados confidenciais passados ​​por esses dispositivos. Além disso, como o governo dos EUA se recusou a divulgar evidências de espionagem, e a Huawei disse que não tinha evidências concretas na ”backdoors”.