Huawei vai instalar fábrica de equipamentos para rede 5G na França

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/AFP

Em uma coletiva de imprensa, a Huawei anunciou que vai instalar uma fábrica de equipamentos para rede 5G na França. O anúncio foi dado na quinta-feira (27) pelo presidente do grupo, Liang Hua. A empresa chinesa de telecomunicações vai possuir sua primeira fábrica do tipo fora da China. Segundo informações da Agence France-Presse.

Com um investimento mínimo de 200 milhões de euros, a Huawei pretende empregar inicialmente 500 pessoas. Para produzir equipamentos voltados a venda no mercado europeu.  Liang Hua, comentou a imprensa francesa sobre o que será produzido no local: “Será fabricado inicialmente equipamentos de rádio (como antenas) e depois vamos expandir para outros produtos. Em função das necessidades do mercado europeu”.

A nova fábrica deverá produzir 1 bilhão de euros em equipamentos por ano, de acordo com os planos da Huawei. Os empresários planejam que a nova fábrica seja um local amplamente automatizado.

Por enquanto, a Huawei não deu detalhes do local em que o empreendimento será construído. Nem a data prevista para início das atividades.  Sobre o trabalho a ser feito pela Huawei, o presidente Ling Hua comentou: “Criamos um grupo de trabalho que selecionará o local. Interagimos tanto com as comunidades locais quanto com o governo e comunicamos as linhas gerais das nossas necessidades”.

O anúncio dado na quinta-feira, foi realizado em meio ao conflito com Washington. Em que, os produtos da Huawei foram proibidos de serem utilizados por um ano. Em relação a esse problema, a empresa conseguiu compensar a situação, recorrendo a fornecedores europeus e asiáticos.

O que ocorre, é que o governo norte-americano acusa o grupo de realizar espionagem. Em nome do governo chinês, por meio de seus equipamentos. Os Estados Unidos pediram a diversos países, principalmente na Europa, que parem de utilizar a infraestrutura da Huawei na implantação da rede 5G.