Hortigil, dona da Natural da Terra e da Hortifruti, protocola pedido de IPO na CVM

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A Hortigil, dona da Natural da Terra e da Hortifruti, registrou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) junto à CVM.

No prospecto, a companhia informou que realizará oferta primária e secundária de ações ordinárias.

A empresa pretende utilizar os recursos líquidos da oferta primária para abertura de novas lojas, investimentos
em tecnologia e iniciativas digitais e capital de giro.

A operação será coordenada pelo o Banco J.P. Morgan, BTG Pactual, Citigroup Global e a UBS.

Sobre a Hortigil

A Hortifruti Natural da Terra é a maior rede varejista especializada em produtos frescos com foco em frutas,
legumes e verduras (“FLV”) do Brasil, e a mais digital dentre as redes varejistas alimentares listadas em bolsa no Brasil.

Segundo o prospecto, a empresa conquistou a liderança com base na nossa rede de lojas – 71, em março de 2021, e na penetração digital e elevada satisfação de nossos clientes — Net Promoter Score (NPS) de 71% dos canais digitais e penetração omnichannel de 16% das vendas em 2020.

A empresa implementou um ecossistema integrado para oferecer produtos frescos diariamente em suas lojas e seus
canais digitais.

A Companhia é reconhecida por seus clientes como autoridade nas suas principais categorias de atuação.

A Hortigil atua em um mercado relevante em tamanho e altamente fragmentado, onde redes varejistas especializadas representaram apenas 1% das vendas totais de produtos frescos no Brasil em 20203.

A HNT vem ganhando participação de mercado– de 2019 para 2021, a companhia passou de 4,24% de market share para 5,32% no Rio de Janeiro, e de 1,26% para 1,70% em São Paulo.