Homem encontra pendrive com mil bitcoins que minerou em 2010 e vende por R$ 39 milhões

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

Mesmo em queda, ter Bitcoin ainda é um investimento que vale a pena. E foi revelado que um homem encontrou um pendrive com mil bitcoins que minerou em 2010 e vendeu por R$ 39 milhões. A reportagem é do Portal Livecoins.

É que na semana passada dia 10, um homem postou no fórum Bitcointalk, dizendo que havia encontrado bitcoins em seu pendrive, e falou que minerou as moedas em 2010. Só ressaltando que a mineração em 2010 ainda era possível ser feita em casa com um bom computador, com boa placa de vídeo. Hoje é praticamente impossível, pois para minerar bitcoin é necessário um computador poderoso e ter computador minerando bitcoin não paga a própria energia que consume.

Como ele minerou em 2010, quando ainda era possível e viável, no texto ele pediu conselhos sobre como vender e conseguir as moedas derivadas (fork), como o Bitcoin Cash.

“Minerei um pouco de bitcoin por um tempo, há muito tempo; quando ainda era possível minerar com placa de vídeo. Não entro aqui[no fórum] há muito tempo. Como eu transfiro meus bitcoins para vender? Ainda tenho o arquivo wallet.dat [arquivo onde os bitcoins ficam guardados] salvo no pen drive daquela época. Além disso, tenho a mesma quantidade de bitcoin cash que tenho em bitcoin ? Como mover / vender BCH?”

O homem teve ajuda e também muita sorte. Conseguiu vender Bitcoin por 8 milhões de dólares, cerca de 39 milhões de reais. É porque no dia em que ele fez a transferência para a corretora, o bitcoin era negociado por uma faixa de US $ 7.800 a US $ 8.000, isso significa que ele pode ter liquidado entre US $ 7,5 milhões a US $ 8 milhões (~R$ 39 milhões).