Hedge: aprenda como deixar seu investimento mais seguro

Humberto Maurício Pennacchia
null
1

Crédito: Reprodução / Freepik

Em momentos de crise ou de extrema instabilidade na economia, proteger seu investimento é de fundamental importância. Nesta pauta, você aprenderá como fazer isso através do hedge..

O que é hedge?

Hedge é uma palavra de origem inglesa e que significa cobertura. No mercado financeiro,  hedge é, frequentemente, usado como uma ferramenta poderosa de proteção do ativo para se evitar oscilações bruscas no preço.

O hedge é muito usado nas operações financeiras do mercado de renda variável. Usa-se essa ferramenta para se ter um maior controle do risco em relação ao negócio que está sendo realizado.

Quando o hedge começou a ser usado?

O hedge começou a ser usado no século XIX, devido a necessidade que os produtores rurais tinham para fixar o preço futuro das commodities (mercadorias). Essa forma de proteção do capital contra grandes oscilações nos preços, ficou conhecida como cerca e limite. Dessa forma, os produtores rurais conseguiam garantir preços bem próximos da realidade de mercado.

Quem faz o hedge não está preocupado e nem pensando em obter lucro ao final da operação. A  pessoa deseja ter a garantia do preço de um produto ao final de um determinado período de tempo, onde ele irá comprá-lo ou vendê-lo.

Exemplo prático de como funciona o hedge?

Vamos imaginar que o preço da saca de 60 quilos de café esteja cotada a 400,00.Como o produtor não vai saber com exatidão qual o seu preço daqui a um ano,  para não perder dinheiro na hora da venda , ele compra uma opção de venda de 400,00 na Bovespa.

Em outras palavras, o produtor de café compra o direito, mas não a obrigação de vender o contrato do café pelo preço atual de 400,00 com vencimento para um ano.

Por exemplo, se o preço da saca de 60 quilos do café cair abaixo de 400,00 haverá prejuízo na colheita, mas será garantido o preço de 400,00 a saca para venda na Bovespa.

Agora, por exemplo, se a saca do café se valorizar,  ficando acima de 400,00 o produtor não é obrigado a vender os contratos neste preço, assim, poderá vender o café com um preço mais alto.