HBR Realty (HBRE3): prejuízo aumenta 2,7 vezes no 2TRI21

Carla Carvalho
Graduada em Ciências Contábeis pela UFRGS, pós-graduada em Finanças pela UNISINOS/RS. Experiência de 17 anos no mercado financeiro, produtora de conteúdo de finanças e economia.

Crédito: Divulgação

A HBR Realty (HBRE3) reportou prejuízo de R$ 18,1 milhões no 2TRI21. O resultado negativo é 2,7 vezes superior ao prejuízo do mesmo período do ano passado.

De acordo com o relatório do 2TRI21, o aumento do prejuízo teve como principais motivos o crescimento das despesas administrativas financeiras. Por sua vez, as despesas administrativas cresceram devido à implementação de ações de reforço na estrutura administrativa e de negócios. Já o aumento das despesas financeiras foi decorrente da aceleração do IPCA (incidente sobre dívidas), do aumento do endividamento para fazer frente aos efeitos da pandemia e da concessão de descontos sobre encargos de mora.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Veja o balanço da HBR Realty (HBRE3) na íntegra.

Principais números do 2TRI21:

Resultado Líquido

Prejuízo 2TRI21:

Prejuízo 2TRI20:

Ebitda

Ebitda 2TRI21:

Ebitda 2TRI20:

Receita Líquida

Receita Líquida 2TRI21:

Receita Líquida 2TRI20:

Ebitda cai 45%

Segundo a empresa, a queda do Ebitda ocorreu, basicamente, por causa da redução das receitas da HBR Malls (devido à pandemia) e do impacto pontual na linha de avaliação patrimonial.

No 2TRI21, a Margem Ebitda foi de 24,7%, contra 49,1% no mesmo período do ano passado.

No acumulado do ano, o Ebitda foi de R$ 25,7 milhões, contra R$ 24,8 milhões no primeiro semestre de 2020.

Custos sobem 72%

No 2TRI21, os custos totalizaram R$ 2,7 milhões face R$ 1,5 milhões no segundo trimestre de 2020. A alta foi devido aos maiores gastos com seguros e despesas correntes de lojas vagas ou em processo de desocupação. Já no acumulado semestral do ano, o total dos custos foi de R$ 5,8 milhões contra R$ 5,1 milhões no 1SEM21, alta de 13%.

Despesas financeiras líquidas crescem 93%

As despesas financeiras líquidas atingiram R$ 25 milhões no 2TRI21, contra R$ 12,9 milhões no mesmo período de 2020.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo