Hapvida (HAPV3) comunica aquisições em São Paulo, Minas Gerais e Goiás

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.
1

Crédito: Divulgação/ Hapvida

A Hapvida (HAPV3) comunicou nesta terça-feira (8) uma série de aquisições de participações acionárias em diversas empresas da área da saúde nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.

A medida faz parte da linha de estratégia da companhia, que visa a consolidação nacional. As compras foram realizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

A conclusão das transações nas duas regiões brasileiras envolvem condições precedentes sobre a gestão dos negócios pela Hapvida.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

A companhia esclarece que, com exceção da Transação Promed, em Minas, as transações não deverão gerar direito de retirada, na forma da legislação aplicável.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Aquisições em Minas Gerais

Em Minas Gerais, segundo estado mais populoso do país, a companhia assinou, através de sua subsidiária integral Ultra Som Serviços Médicos S.A., contrato de aquisição de quotas do Grupo Promed e Transação Promed.

A transação, realizada na última sexta-feira (4),  tornou a Hapvida dona de 100% da participação societária da Promed Assistência Médica Ltda., Promed Brasil Assistência Médica Ltda., Saúde –Sistema Assistencial Unificado de Empresas Ltda., Centro Médico Progroup Ltda., Med Clínicas Serviços Médicos Ltda., Hospital Progroup Ltda.

Além disso, a empresa também comprou 96,5% da participação societária do Hospital Vera Cruz S.A., um dos mais tradicionais e reconhecidos do Estado, o qual passou recentemente por amplo processo de investimento para modernização e revitalização de estrutura.

Ao todos, essas entidades são parte de uma estrutura composta por 3 operadoras de saúde, 3 hospitais, 1 hospital dia e 7 clínicas de atendimento primário.

As 3 operadoras combinadas possuem uma carteira total de cerca de 270 mil beneficiários de planos de saúde, também localizados majoritariamente (80%) na região metropolitana de Belo Horizonte.

Quando concluída a transação, a HAPV3 fortalecerá ainda mais sua presença em Minas Gerais onde, por meio da RN Metropolitan e do Grupo São Francisco, já possui atualmente uma carteira de cerca de 70 mil beneficiários em planos de saúde na região do Triângulo Mineiro.

Dentre os planos de expansão orgânica para a região, está a construção de um novo hospital na cidade de Uberlândia com inauguração prevista para o segundo semestre de 2021, além de outras unidades assistenciais como clínicas e prontos atendimentos.

Valor da aquisição

O preço de aquisição (Enterprise Value) é de R$ 1,5 bilhão, incluindo os imóveis de dois hospitais, que possuem cerca de 10 mil metros quadrados de área construída.

“Do preço de aquisição será deduzida a dívida líquida do Grupo Promed (atualmente em cerca de R$500 milhões) e, do valor remanescente (Equity Value), cerca de R$ 500 milhões serão pagos em dinheiro (sendo 80% da data do fechamento e 20% retidos para procedimentos de ajuste de preço) e R$ 500 milhões serão pagos em ações, mediante a emissão e entrega de 8,3 milhões de ações da companhia”, pontuou o comunicado.

Aumente seus ganhos. Consulte nossa Planilha de Monitoramento de Carteira

Aquisição em São Paulo

Em São Paulo, a Hapvida assinou contrato de arrendamento do Hospital Materno Infantil Sinhá Junqueira, na cidade de Ribeirão Preto.

O hospital, tradicional na região e com mais de 40 anos de existência, é referência em gestação de alto risco e atendimento infantil de alta complexidade.

A unidade irá receber investimentos de mais de R$ 11 milhões nos próximos anos para modernização e ampliação da capacidade já existente.

Atualmente, o Sinhá Junqueira conta com 7.400 metros quadrados de área construída, mais de 100 leitos, pronto atendimento, centro cirúrgico, UTI neonatal e pediátrica, unidade de prematuros e berçário e 42 apartamentos individuais e duplos.

Também possui centro de diagnóstico por imagem, laboratório de análises clínicas e banco de sangue.

Ainda em São Paulo, estão previstas inaugurações, no primeiro semestre de 2021, de três novos hospitais em Barretos, Bauru e São Carlos.

A Hapvida já havia informado, também, que assumirá nos próximos meses as operações da Medical, em Limeira, que possui mais de 80 mil beneficiários, um hospital e clínicas, bem como do Grupo São José, no Vale do Paraíba paulista, com mais de 50 mil beneficiários, dois hospitais e clínicas.

Aquisição em Goiás

Em Goiás, a companhia assinou o protocolo de entendimentos para transferência voluntária da integralidade da carteira de beneficiários da Samedh, da qual a Hapvida é subsidiária integral.

A Samedh conta com uma carteira de cerca de 18 mil beneficiários de planos de saúde concentrados na região de Goiânia, com a carteira majoritariamente de planos coletivos corporativos.

“A potencial Transação Samedh é sinérgica pois a companhia já possui cerca de 220 mil beneficiários nessa região sendo atendidos, atualmente, pela rede própria do Grupo América (agora incorporado pelo Hapvida), composta por 3 hospitais, 1 recém-inaugurado pronto atendimento, 14 clínicas e 17 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial”, disse a nota da HAPV3.

Dentre os planos de expansão orgânica para a Região Centro-Oeste estão previstas novas estruturas assistenciais incluindo um hospital em Dourados (Mato Grosso do Sul), um pronto atendimento, uma clínica e duas unidades de diagnóstico, todos com inauguração prevista para o primeiro semestre de 2021.

O preço de aquisição foi fixado, inicialmente, em R$ 20 milhões. Este valor poderá ser alterado de acordo com o ajuste de preço decorrente de alterações no recebimento médio mensal da Carteira referente à data da conclusão da Transação Samedh.