Haddad e Marta: Lula trabalha por chapa com os dois ex-prefeitos para 2020

Fernando Augusto Lopes
null

Crédito: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT pretendem lançar uma chapa com dois ex-prefeitos de São Paulo, Fernando Haddad e Marta Suplicy, para disputar o cargo nas eleições municipais em 2020.

A ideia do partido é lançar Haddad como cabeça de chapa e Marta como vice. Marta, inclusive, está sem partido, após sair do MDB. Mas ela tem dito a interlocutores que seu retorno ao PT está praticamente descartado, por causa de resistências de setores da sigla.

Entretanto, o PT não vai desistir da combinação: Lula deve convencer Haddad a entrar na disputa e espera que a ex-senadora (seu mandato terminou em 31 de janeiro de 2019) se filie a outro partido de centro-esquerda. São duas as legendas possíveis: o PDT e o Solidariedade. O ex-presidenciável Ciro Gomes se opõe à ideia da chapa composta.

Haddad resiste

No entanto, o entrave maior para a composição é a resistência de Fernando Haddad em disputar novamente a prefeitura. Ele foi o 51º prefeito de São Paulo, de 2013 a 2016, e disputou a reeleição, perdendo no primeiro turno para João Dória (PSDB). O ex-prefeito está irredutível. Ele depende do emprego de professor no Insper para pagar suas despesas e acredita que disputar a mais uma eleição em apenas seis anos é um fardo muito pesado.

Haddad tem outra preocupação. Para ele, a esquerda terá poucas chances na eleição do ano que vem. A tendência é que a disputa fique entre um candidato da extrema direita, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, e outro de centro-direita, segundo o ex-prefeito. Nem mesmo para a presidência, em 2022, ele pretende concorrer.

Opções

A aposta do partido é que Lula consiga convencer Haddad a mudar de ideia. Desde o início do ano, o PT, com o aval do ex-presidente, vem procurando um nome para a disputa. O primeiro foi o de Haddad, que declinou. Depois vieram Aloizio Mercadante e José Eduardo Cardozo, que também recusaram. Alexandre Padilha se colocou à disposição. O maior interessado é o ex-deputado Jilmar Tatto, mas seu nome não anima muitos os petistas, diante da baixa votação que ele alcançou no pleito ao Senado em 2018. Tatto tem o apoio de Haddad.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

O partido teme que, sem apresentar um nome competitivo, acabe vendo a esquerda abraçar a candidatura de Guilherme Boulos e Luiza Erundina, também ex-prefeita, ambos do PSOL. Ainda há a concorrência mais ao centro do ex-governador Márcio França (PSB), que também já acenou para Marta compor sua chapa.

Marta

Ex-prefeita da capital paulista, de 2001 a 2004, Marta Suplicy não descarta ser vice de Haddad, por qual partido seja, até mesmo para compor uma frente ampla contra o bolsonarismo. Entretanto, ela e Lula ainda não conversaram sobre a proposta de aliança.

Ela já havia dito que iria se afastar da política, mas voltou a frequentar eventos com políticos e se reaproximou de quadros da esquerda.

Marta tem sérias ressalvas de integrantes do partido, desde que deixou o PT em 2015, atirando contra os escândalos de corrupção envolvendo a legenda e votou pelo impeachment de Dilma Rousseff.

Mas ela e Haddad se conhecem há muito tempo. Ambos trabalharam como ministros nos governos federais do PT e Haddad foi secretário na gestão dela.

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.