Hacker português que está por trás de Luanda Leaks ameaça lançar novos escândalos, diz site

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Crédito: Reprodução/Twitter

Um hacker português, acusado de mais de 100 crimes, incluindo extorsão e que está por trás do caso Luanda Leaks ameaça lançar novos escândalos. De acordo com o site R7, ele relata que há bastantes informações a serem divulgadas.

Acusado de quase 100 delitos e preso desde março do ano passado, depois que divulgou documentos  revelando práticas ilegais no meio do futebol, o hacker Rui Pinto usou o Twitter para denunciar a situação.

“Penso que os portugueses já perceberam que a minha prisão preventiva prolongada e desproporcionada tem como principal objetivo silenciar as minhas denúncias e manter escândalos como as fugas de Luanda debaixo das sete chaves”, declarou o hacker, referindo-se à fuga que precipitou a queda de Israel dos Santos, a mulher mais rica da África.

Descubra novos caminhos para multiplicar seu patrimônio. Aprenda hoje a investir R$ 300 mil com os melhores desempenhos.

Em 2018, Pinto entregou à Plataforma para a Proteção dos Denunciantes na África (PPLAAF) mais de 700 mil arquivos que compõem o Luanda Leaks. Isso além de ter provocado um terremoto no mundo financeiro em Portugal, onde a filha do ex-presidente angolano costurou uma grande parte da sua rede de empresas.