Dona da Riachuelo, Guararapes (GUAR3) tem prejuízo de R$ 51,43 mi

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Riachuelo

A Guararapes (GUAR3) registrou prejuízo de R$ 51,43 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo o lucro líquido de R$ 67,87 milhões no mesmo período de 2019.

No acumulado de janeiro a setembro de 2020, o prejuízo líquido atingiu R$ 395,2 milhões.

As vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) caíram 11% no período, impactadas ainda pela redução do horário de funcionamento, informou a Guararapes.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Por outro lado, as vendas realizadas pelos canais digitais cresceram 380,3% no trimestre, representando 12,3% das vendas totais de mercadorias.

Receita tem queda de 19%

A receita líquida consolidada atingiu R$ 1,52 bilhão no período, uma diminuição de 19,2% sobre o apurado no terceiro trimestre de 2019.

A receita líquida consolidada é composta pela receita líquida da Midway financeira (R$ 384,7 milhões), pela receita líquida Midway Mall (R$ 9,4 milhões) e pela receita líquida de mercadorias (R$ 1,12 bilhão).

O lucro bruto consolidado caiu 51,2%, passando de R$ 1,19 bilhão  para R$ 580,8 milhões no terceiro trimestre de 2020.

“Vale informar que a queda do lucro bruto consolidado tem forte impacto do aumento dos descontos nas renegociações dos créditos vencidos das operações financeira mencionados anteriormente”, destacou a Companhia.

A margem bruta alcançou 38,1%, baixa de 25,1 pontos percentuais na comparação com igual período de 2019.

Ebitda da Guararapes

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado atingiu R$ 84,7 milhões, queda de 66,7% na base anual.

Segundo a Guararapes, “tal performance é consequência do desempenho das vendas em mesmas lojas com a retomada gradual das operações; da retração da margem bruta de mercadorias; das importantes ações para controle das despesas operacionais; da redução das receitas da operação financeira e, também, da redução do PDC”.

A margem Ebitda da Companhia foi de 55,6%, ante a margem de 13,5%.

Caixa e Dívida

Ao final de setembro de 2020, as disponibilidades de caixa atingiram R$ 3,33 bilhões

A dívida líquida da Guararapes encerrou o terceiro trimestre em R$ 1,16 bilhão.

Já a alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebitda ajustado, ficou em 4,1 vezes no final do trimestre, contra 3,5 vezes no mesmo período do ano passado.