Grupo Oncoclínicas e ClearSale registram na CVM pedido para realizar IPO

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

As empresas ClearSale e Grupo Oncoclínicas registraram nesta terça-feira (08) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) pedidos para realizar IPO (Oferta Pública Inicial).

A ClearSale diz que é líder em soluções antifraude digital nos mais diversos segmentos, como ecommerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital no Brasil. Com atuação no mercado local e internacional, a ClearSale equilibra tecnologia e profissionais especializados.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Já o Grupo Oncoclínicas é uma empresa líder no mercado brasileiro de oncologia clínica privada. A empresa busca liderar a transformação do tratamento oncológico no Brasil por meio do foco na visão holística do paciente, buscando garantir a melhor experiência de tratamento individualizado e multidisciplinar em uma cadeia oncológica integrada, desde a prevenção, passando pelo diagnóstico e tratamentos específicos, até os cuidados continuados.

Detalhes sobre a ClearSale e a oferta

A empresa foi fundada em 2001, quando desenvolveu um projeto para mitigar a fraude em um grande ecommerce brasileiro, e teve na construção de sua base de dados a chave para seu negócio, tanto que, em 2006, passou a utilizar essas informações para criar um efeito de rede (base única) com objetivo de proteger todos os seus clientes, ainda que um possível ataque acontecesse em um só deles.

Com isso, a companhia criou em 2008 o Total ClearSale, produto que até hoje é considerado o carro-chefe da empresa. Nele, toda a árvore de decisão sobre aprovação ou reprovação de pedidos no ecommerce fica sob a responsabilidade da ClearSale, o que permite uma atuação mais efetiva no combate a fraudes, em um equilíbrio entre desenvolvimento de tecnologia e inteligência humana especializada.

A receita da empresa cresceu de R$ 153,8 milhões em 2018 para R$ 208,5 milhões em 2019 e R$ 345,6 milhões em 2020.

A empresa tem como objetivos aumentar a liderança no varejo eletrônico, consolidar a atuação internacional, diversificar os segmentos de atuação e promover inovações.

A oferta, coordenada por Itaú BBA, Bank of America, BTG Pactual (BPAC11) e Santander (SANB11), também servirá para que atuais acionistas da companhia, incluindo seu fundador e presidente, o ex-atleta olímpico Pedro Paulo Chiamulera, vendam uma fatia no negócio.

Detalhes sobre o Grupo Oncoclínicas e a oferta

A empresa iniciou as atividades em 2010, com uma unidade em Belo Horizonte, o Oncocentro Oncologia Clínica e Medicina Interna de Minas Gerais S.A., e, desde então, passou por um processo de expansão com o propósito de se tornar referência em tratamentos oncológicos em todas as regiões em que atua.

O Grupo Oncoclínicas afirma que é o maior prestador no mercado de oncologia clínica privada da América Latina em termos de receita, contando com 69 unidades, incluindo clínicas, laboratórios de genômica, anatomia patológica e centros integrados de tratamento de câncer, estrategicamente localizadas em 20 cidades no Brasil.

A empresa tem, ainda, uma operação nos Estados Unidos, onde estão concentradas as atividades de bioinformática. Em 2020 a empresa realizou mais de 1 milhão de consultas, por meio de mais de 1.000 médicos especialistas com ênfase em oncologia com atuação dedicada em nossas unidades.

A receita líquida passou de R$ 1,050,8 bilhão em 2018, para R$ 1,689,5 bilhão em 2019 e atingiu R$ 2,035,2 bilhões em 2020.

O Goldman Sachs, coordenador da oferta, tem um fundo investido na companhia de saúde. Participam também da oferta os bancos Itaú BBA, Santander, Citi, UBS-BB e JP Morgan.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo