Greta Thunberg é recebida como estrela em Davos e pede que líderes globais “ouçam a Ciência”

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Reprodução/Site WEF

Greta Thunberg, a adolescente sueca que teve sua imagem conhecida em todo o mundo após se tornar uma ativista preocupada com os graves problemas climáticos atuais, foi recebida com status de estrela em Davos, na Suíça.

Convidada a participar do Fórum Econômico Mundial, cuja temática principal é justamente a crise climática, Greta, como diz o ditado, “falou pouco, mas falou bonito”.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

De acordo com a Folha de S.Paulo, a adolescente esteve presente ao lado de outros jovens de uma pequena aldeia de Davos e fez de tudo para abrir os olhos dos líderes globais sobre a necessidade de conter e mitigar o aquecimento global.

“Não sou uma pessoa que pode reclamar sobre não ser ouvida. A ciência e a voz dos jovens não são o centro da conversa, mas precisam ser”, opinou, ao discusar no painel intitulado “Construindo um caminho sustentável para um futuro coletivo”.

A lista de jovens que estão participando da edição 2020 do Fórum conta ainda com o cientista Fionn Ferreira, que desenvolveu um modo de prevenir que microplásticos cheguem aos oceanos, a sul-africana Ayakha Melithafa, de 17 anos, e a canadense Autum Peltier, que luta pela preservação da água desde seus 8 anos.

“É sobre nós e as futuras gerações e aqueles que são afetados hoje”, disse Greta. “Precisamos trazer a ciência para a conversa”, concluiu.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3