GPA (PCAR3) anuncia venda de imóveis; JHSF (JHSF3) reabre Hotel Fasano

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / Flickr / Pão de Açúcar

O GPA, Grupo Pão de Açúcar (PCAR3), comunicou nesta quarta-feira (22) que concluiu a venda de mais 16 imóveis, em acordo celebrado com a TRX Gestora de Recursos.

O pagamento foi no valor de R$ 446,285 milhões, na modalidade Sale and Leaseback, que é a venda com posterior locação de longo prazo para o antigo proprietário.

Foram incluídos 4 imóveis da bandeira Assaí – em Santo André, Campinas, Paulínia e Piracicaba, todos no interior de São Paulo; uma loja da bandeira Extra Hiper, em Recife; e uma loja da bandeira Mercado Extra, na Praia Grande, litoral paulista.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

Além desses, entraram no contrato 10 lojas da bandeira Pão de Açúcar, localizadas em Goiânia (GO), Brasília (DF), Aracaju (SE), São Caetano (SP), Santo André, Ribeirão Preto (SP), São José do Rio Preto (SP) e São Paulo.

Contrato

São ao todo 43 imóveis que estão no contrato, com duração de 15 anos.

Desses, o Pão de Açúcar concluiu a venda de 28.

Foram 5 na primeira tranche, em 29 de maio deste ano, mais 7 na segunda tranche, em 29 de junho, e esses novos 16.

O valor total é de R$ 949,701 milhões.

Ainda faltam 13 imóveis a serem vendidos. Quando estes forem vendidos, no dia 30 de julho, será realizado pagamento de sinal de R$ 15 milhões, no valor total de R$ 260,656 milhões, “cuja transferência será concluída até 30 de agosto”, informa a empresa.

“Com isso, o GPA terá concluído a venda de 41 imóveis para os fundos TRX, por um valor total de R$ 1,210 bilhão”, informa.

“O plano global de monetização de ativos imobiliários totalizou até o momento R$ 1,9 bilhão já monetizados, sendo R$ 1,58 bilhão já recebidos pelo GPA e R$ 283 milhões a receber”, conclui a nota.

Com a aquisição dos 16 imóveis concluída hoje, dividendos pagos pelos TRXF11 e TRXB11 devem ser mantidos em R$ 0,64 e R$ 0,74 por cota ao mês nos próximos 12 meses, a partir de outubro de 2020.

Com a compra dos 16 imóveis hoje, os fundos imobiliários geridos pela TRX passarão a ter um patrimônio imobiliário de R$ 1,19 bilhão.

JHSF (JHSF3) anuncia reabertura do Hotel Fasano de Angra dos Reis

A JHSF (JHSF3) informou hoje que o Hotel Fasano Angra dos Reis retomará as operações a partir de 15 de agosto.

“Desde o início desta pandemia, o Grupo Fasano tem seguido as determinações do Governo Estadual, orientações e protocolos da Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS)”, diz, em nota, a empresa.

A reabertura, destaca a companhia, terá o selo SafeGuard, fornecido pelo Grupo Bureau Veritas, referência mundial em serviços de avaliação de conformidade e certificação em saúde e segurança.

O fasano Angra dos Reis fará, segundo a JHSF, “a reabertura dos apartamentos de forma gradual, com avaliação constante da manutenção da segurança e do bem-estar dos hóspedes, colaboradores e da comunidade em geral, com todas as práticas e protocolos de prevenção”.

A cidade tem 3.482 casos confirmados e 107 óbitos confirmados, pelo boletim epidemiológico de 22 de julho.

A taxa de ocupação hospitalar pública está em 27%.