Governo pretende utilizar servidor aposentado em outras funções, além do INSS

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução / Freepik

Uma medida provisória será editada ainda essa semana, para alterar o Projeto de Lei nº 8.745, sobre a contratação temporária de servidores aposentados para agilizar os processos do INSS. Segundo informações de uma reportagem do jornal Estadão.

O objetivo é que além dos serviços do INSS, seja possível utilizar o servidor aposentado em outras funções. As quais envolvem administração pública, como licença de professor, realização de censos etc.

O projeto de lei, que visa a contratação de servidores aposentados para agilizar os processos do INSS surgiu devido a grande fila de espera. Atualmente, 1,3 milhões estão a espera de benefícios atrasados. Para que a contratação seja realizada em outras funções, em que também há a necessidade de auxílio, será criada uma nova situação.

Para que os servidores possam atuar em uma chamada demanda extraordinária, nos serviços de Previdência ou assistência social. Será também autorizado o recrutamento tanto ao servidor público aposentado quanto ao militar inativo. Segundo reportagem do Estadão, a expectativa é de cerca de 7 mil servidores do próprio INSS, que vão se aposentar poderão participar do chamamento.

Alguns ministros criticaram a ideia, de limitar o chamamento para apenas servidores civis e militares inativos. De que o ideal seria um nível de concorrência mais amplo. Entre os trabalhadores no geral, junto aos aposentados do serviço público.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374