Google apresenta números sobre o isolamento social

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Em meio ao pico da pandemia no mês de abril, mais pessoas do Brasil, Japão e Cingapura aderiram o isolamento social. Em contrapartida os EUA e Austrália, na medida que o número de infectados foram reduzidos, as pessoas voltaram a frequentar parques e estações de trabalho. Conforme informações da Reuters.

O Google em sua atualização semanal, registrou os números sobre o isolamento social. Esses dados são levantados através de dispositivos dos usuários, onde é possível catalogar o tempo e localização.

Os comparativos medem a mobilização diária a locais como: parques, estações de trem, ônibus, supermercados, bem como estações de trabalho.

O que você verá neste artigo:

Cingapura

Em Cingapura, as medidas preventivas contra o novo coronavírus foram rigorosas, mas o isolamento social foi obrigatório a partir do dia 7 de abril. Depois da proliferação do vírus em dormitórios de trabalhadores imigrantes.

Houve uma queda de 25% nas visitações de parques e lojas, no primeiro final de semana. Já no último final de semana de abril, a queda foi em média 70%.

Em relação as estações de trabalho, no início de abril a redução foi de 20%. Na semana passada o registro foi aproximadamente 70%.

Brasil

As reações dos brasileiros com relação a pandemia foram variadas. Os primeiros infectados surgiram em bairros nobres e posteriormente proliferou para comunidades.

Até o final de abril o comparecimento a bares, cinemas, e demais locais estavam estáveis. Em contrapartida, ida as estações de trabalho e parques tiveram aumento nos números.

As medidas de isolamento social permanecem ativas no Brasil. Mesmo após o presidente ter se posicionado, acreditando que as medidas adotas são extremas.

Japão

No Japão a instrução é que todos permaneçam em casa. No dia 7 de abril, o país adotou o isolamento social como caráter de emergência. Os líderes reafirmam que é necessário que todos fiquem em casa.

Conforme dados apresentados pelo Google em relação a Tóquio, o número de pessoas que se deslocaram reduziu drasticamente pela metade após o isolamento, e mantém até a última semana de abril. Desde o pico epidemiológico de 201 em 17 de abril, o número de infectados reduziu.

Estados Unidos

Os americanos foram informados pelas autoridades, que por enquanto o retorno para as estações de trabalho deveria ser evitado. Mas os números, mostraram o contrário.

Os dados levantados pelo Google, apresenta que a ida para as estações de trabalho voltou a subir. Em relação à última sexta-feira, houve uma queda de apenas 48%, comprado com o índice de 10 de abril, no qual a redução foi de 56%.

Os estados do Sul e Centro-Oeste, estão à frente na retomada das atividades.

Com relação as viagens dentro do território americano para centros comerciais e de lazer, a redução foi de 63% em 12 de abril. Duas semanas após esse número, a queda foi de apenas 42%.

LEIA MAIS

OIT: com pandemia, quase metade da força de trabalho global está sob risco de perder renda

Coronavírus: 1º de maio tem 428 mortes por covid-19 e 6.209 casos