Gol (GOLL4): oferta de voos cresce 42% em setembro sobre agosto

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação/Gol

A Gol (GOLL4) informou que a sua oferta aumentou para 270 voos por dia, ao longo do mês de setembro, o que representou um crescimento de 42% em relação à média de 190 voos diários de agosto.

De acordo com a companhia, em dias de pico operou 360 voos por dia para responder ao aumento mensal de 36% na demanda por transporte aéreo. As vendas brutas consolidadas da companhia neste mês superaram R$ 800 milhões e a taxa média de ocupação foi de 80%.

No mês passado, houve crescimento de 43% sobre agosto nos indicadores de busca por passagens aéreas da Gol. Com isso a empresa registrou aumento de 60% nas vendas em todos os seus canais de comercialização.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Com os voos adicionais durante o mês, a receita de passageiros transportados aumentou 79% sobre agosto de 2020

Assim, a geração líquida de caixa foi de R$ 1 milhão por dia, incluindo aproximadamente R$ 20 milhões por dia de vendas de recebíveis.

Para o restante de 2020, a companhia prevê um consumo líquido de caixa de R$ 2 milhões por dia.

No início de outubro, a Gol ampliou a oferta para cerca de 400 voos por dia e espera terminar o mês com 500 voos, o que vai significar 60% da programação de voos de outubro do ano passado.

Frota da Gol

Neste mês, irá operar com 93 aeronaves na sua malha em planeja a reabertura de mais 3 bases operacionais.

No acumulado do ano até setembro, a companhia reduziu sua frota em 10 aeronaves B737 arrendadas e planeja devolver outros 4 aviões até o final de 2020.

Além disso a companhia reduziu em 34 aviões os recebimentos do Boeing 737 Max previstos para o período de 2020 a 2022.

Em comunicado, a empresa informou que esses cancelamentos apresentam uma redução definitiva dos gastos de investimentos por adiantamento de aquisição de aeronaves

Isso também “endereça o planejamento de capacidade da companhia para os próximos anos, com opção de financiar totalmente os gastos com aeronaves e revisão de motores remanescentes em 2020”.

Quarto trimestre

A Gol projeta um crescimento de capacidade de 120% no quarto trimestre de 2020 sobre o terceiro trimestre. E espera terminar 2020 com 80% de sua oferta doméstica do ano passado, mantendo ao mesmo tempo flexibilidade para responder às tendências da demanda.

De acordo com o diretor presidente Paulo Kakinoff, a tendência de recuperação deve persistir daqui para a frente. “Confiamos que esses ventos favoráveis nos levem a um novo aumento em nossa capacidade ao longo dos próximos meses.”

 

Veja também: Gol (GOLL4) tem queda de 60% na demanda e oferta em setembro