GOL (GOLL4) registra aumento de 18% na oferta e de 15% na receita em agosto

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação

A GOL (GOLL4) apresentou um crescimento de 18% na oferta de assentos e alta de 15% na receita bruta em agosto de 2020, conforme fato relevante publicado hoje (10).

A companhia também elevou sua oferta para uma média de 190 voos/dia, um aumento de 20% na demanda em agosto.

Já as vendas brutas ultrapassaram R$ 500 milhões e a taxa de ocupação superou 79%.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

“O modelo operacional flexível e eficiente da GOL nos permite rapidamente adicionar rotas onde são requeridas pela demanda, adequando nossa malha de forma quase simultânea às variações de mercado”, disse Paulo Kakinooff, CEO da GOL.

Setembro

Conforme a GOL, as operações em setembro devem atingir cerca de 40% do realizado no período de 2019, com o incremento para aproximadamente 300 voos por dia.

Ainda em setembro, a operadora terá 74 aeronaves operacionais em sua malha e planeja a reabertura de mais 3 bases.

Ou seja, a previsão é de 14 aeronaves a mais operando neste mês.

Por fim, a GOL ressalta seu compromisso com a redução de custos, flexibilização operacional e manutenção de sua liquidez.

Gol foi fortemente atingida pela crise do coronavírus

A Gol registrou um prejuízo de R$ 1,997 bilhão no segundo trimestre de 2020, ante um prejuízo de R$ 194,6 milhões um ano antes.

O desempenho foi impactado severamente pelos efeitos da pandemia do coronavírus e variação cambial do período.