Gol (GOLL4): demanda aumenta 19,8% em agosto; oferta sobe 17,8%

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Divulgação/Gol

A GOL (GOLL4) divulgou nesta segunda-feira (7) os resultados prévios do tráfego aéreo de agosto. A demanda por voos domésticos cresceu 19,8% sobre julho de 2020 e a oferta aumentou em 17,8%. A taxa de ocupação foi de 79,4%.

Durante o mês de agosto, a Gol não realizou voos internacionais.

Comparação com o ano passado

Na comparação com agosto de 2019, houve queda de 71,8% na demanda; e de 70,7% na oferta. No mesmo mês do ano passado, a taxa de ocupação era de 82,4%, o que representa uma queda de 3 pontos porcentuais neste ano.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

No acumulado de oito meses até agosto, houve queda de 54,6% na demanda e de 53,1% na oferta. Nas decolagens, a queda é de 53,2%.

Gol foi fortemente atingida pela crise do coronavírus

A Gol registrou um prejuízo de R$ 1,997 bilhão no segundo trimestre de 2020, ante um prejuízo de R$ 194,6 milhões um ano antes.

O desempenho foi impactado severamente pelos efeitos da pandemia do coronavírus e variação cambial do período.

Monitore completamente sua Carteira