Giro do Ativo indica relação entre vendas e ativos da empresa; veja como funciona

Natalia Gómez
Editora, é jornalista especializada no mercado de investimentos há 17 anos. Formada pela PUC-SP, teve experiências em veículos como Agência Estado, Valor Econômico e Revista Você SA; e na área de comunicação corporativa e relações públicas para instituições financeiras.

Você já ouviu a expressão giro do ativo? Este é um indicador bastante utilizado para analisar empresas listadas na bolsa de valores.

Antes de mais nada, o giro do ativo compara as vendas da empresa (giro) com os seus ativos totais.

Em outras palavras, o objetivo do giro do ativo é avaliar se uma empresa está utilizando seu ativo de forma produtiva para gerar riqueza com a venda de seus produtos ou serviços.

Como interpretar

Este indicador ajuda a administração da companhia a tomar decisões e eventualmente mudar o rumo do negócio para criar mais lucro a partir do seu ativo.

Por exemplo, se o giro do ativo for de 0,80, significa que a empresa tem produzido R$ 0,80 por ano para cada real de ativos possuídos por ela, segundo o My Accounting Course.

Valores maiores são melhores, pois indicam que a empresa está gerando mais renda sobre os ativos. Um giro de ativos baixo mostra que a empresa não está utilizando seus ativos com eficiência ou que pode ter problemas na produção.

Como é calculado o giro do ativo

O giro do ativo é calculado da seguinte forma: Receita líquida/ Total médio de ativos

O indicador costuma ser calculado de forma anual.

A receita líquida da companhia é um dado que você encontra facilmente no site de Relações com Investidores das empresas. Ela mostra as vendas menos impostos, descontos e abatimentos. Ao mesmo tempo, o total médio de ativos é a média do total de ativos da empresa em 12 meses.

Os setores costumam mostrar giros de ativos diferentes uns dos outros. Por exemplo, empresas de varejo tendem a trabalhar com uma pequena base de ativos. Para estas empresas, os estoques são o principal.

Já empresas de energia elétrica ou saneamento costumam ter uma base de ativos maior. Desta forma, o giro de ativo tende a ser mais baixo.

O que são ativos

Antes de continuar, é preciso deixar claro o que são ativos. Desta forma, fica mais fácil compreender o giro do ativo.

Os ativos são todos os bens e direitos que uma empresa possui e que ajudam a gerar lucro. Além de escritórios, indústrias e outros imóveis, fazem parte do ativo estoques, equipamentos, veículos e até os móveis.

Vale lembrar que existem muitos ativos que não são materiais. Este é o caso de investimentos, direitos e contas a receber, além do caixa.

Em outras palavras, o ativo é aquilo que a empresa coloca para trabalhar para conseguir gerar riqueza.

Os ativos podem ser circulantes ou não circulantes. Os circulantes podem ser liquidados em até um ano, como caixa, estoques e dívidas a receber. Já os não circulantes são liquidados depois de um ano, como investimentos de longo prazo equipamentos e ativos intangíveis, como patentes.