GetNinjas protocola pedido de IPO na CVM

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Reprodução GetNinjas

A GetNinjas protocolou pedido para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Conforme o prospecto, a companhia pretende usar os recursos captados para investir em marketing, recursos humanos e reforço de caixa.

O IPO terá como coordenador líder o BTG Pactual e como agente estabilizador o J.P Morgan. Os demais coordenadores da oferta serão: UBS Brasill e Bradesco BBI.

Não Perca! Começa hoje o evento que vai transformar sua visão sobre Fundos de Investimento Imobiliário

Conheça a GetNinjas

A Companhia foi fundada em 2011 pelo empreendedor Eduardo Orlando L’Hotellier com investimento de seed money de, aproximadamente, R$1,2 milhão dos fundos Kaszek Ventures e Monashees.

A GetNinjas é uma plataforma disponível para sistemas Android, iOS e web, com presença geográfica por todo território brasileiro. Desse modo, a companhia atua em mais de 3.800 cidades, abrangendo aproximadamente 70% dos municípios no país.

A plataforma funciona da seguinte maneira: os clientes fornecem detalhes do serviço que buscam contratar e, para cada requisição, é disponibilizado ao cliente uma gama de profissionais, previamente cadastrados e verificados.

Em seguida, estes profissionais são avisados sobre a oportunidade de serviço. Neste momento, os profissionais podem aceitar a solicitação na plataforma, pagando uma taxa com o pacote de moedas virtuais, as quais somente podem ser utilizadas dentro da plataforma GetNinjas, previamente adquirido pelo profissional, para receber o contato do cliente e lhe enviar um orçamento.

No fim, um conjunto de até quatro opções de orçamentos são disponibilizados ao cliente – este número varia de acordo com o serviço solicitado.

Assim, o cliente pode selecionar sua opção final baseando-se no preço, disponibilidade, condições ofertadas e avaliações prévias dos profissionais.

Em 31 de dezembro de 2020, a plataforma possuía cerca de 2,1 milhões de profissionais cadastrados, distribuídos em mais de 500 diferentes categorias, como pintor, psicólogo, professor de inglês, personal-trainer, diarista, assistência técnica de eletrodomésticos, entre outras.

Lucratividade

Em 2020, a Companhia transacionou R$ 963 milhões perante o mercado (GMV), o que representa um crescimento de 55% em relação ao ano anterior. No mesmo período, a receita cresceu 64% e chegou a R$ 46,7 milhões em 2020.

A evolução de solicitações apresentou um CAGR de 43% (período de 2018-2020), e, considerando o período do primeiro trimestre de 2019 ao terceiro trimestre de 2020, a Companhia teve 2 vezes mais serviços sendo solicitados através de sua plataforma.