Gerdau (GGBR4) registra queda de 15% no lucro no 2TRI20

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Gerdau

A Gerdau (GGBR4) registrou um lucro líquido de R$ 315 milhões no segundo trimestre de 2020, um desempenho 15% inferior ao registrado em igual período de 2019.

A produção de aço totalizou R$ 2,433 milhões de toneladas, um recuo de 29% na comparação com o mesmo trimestre de 2019.

De acordo com a Gerdau, o desempenho foi afetado devido as paradas de produção nas usinas da companhia. Essas paradas ocorreram em virtude da Covid-19 e dos impactos nos negócios.

Confira os melhores momentos da Money Week

Enquanto isso, o volume de vendas alcançou 2,365 milhões de toneladas, uma retração de 20%. Isso ocorreu em função do menor volume vendido em todas as operações de negócio, com exceção da ON Brasil.

Ebtida

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 1,318 bilhão, uma redução de 16,2%.

A margem Ebtida ajustado atingiu 15,1%, baixa de 0,4 ponto percentual.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

A Gerdau explica que os indicadores acompanharam a queda do lucro bruto, após a eliminação dos efeitos não recorrentes.

Receita cai 14%

A receita líquida atingiu a cifra de R$ 8,745 bilhões, uma diminuição de 14% na comparação com igual período de 2019.

O lucro bruto foi de R$ 718 milhões, uma redução de 44%.

Enquanto a margem bruta ficou em 8,2%, queda de 4,3 pontos percentuais.

Conforme a Gerdau, o desempenho foi impactado negativamente pelos impactos de custos das usinas paradas ao longo do trimestre.

Investimentos

A empresa investiu R$ 271 milhões no segundo trimestre de 2020.

Os aportes foram destinados principalmente para manutenção em geral e para expansão e atualização tecnológica.

O plano de investimentos para 2020, recentemente revisado em virtude das incertezas provenientes dos efeitos da Covid-19, é de R$ 1,6 bilhão.

No entanto, a estimativa para o período de 2019-2021 passou a ser de R$ 6 bilhões.

Segundo a Gerdau, os investimentos em expansão e atualização tecnológica somente serão realizados se as expectativas de evolução do mercado e de geração de fluxo de caixa livre para os próximos períodos se confirmarem.

Dívida da Gerdau

A dívida líquida da empresa encerrou o segundo trimestre em R$ 14,429 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida, ficou em 2,78 vezes no final do trimestre, contra 1,89 vezes no mesmo período do ano passado.

De acordo com a Gerdau, o aumento da alavancagem foi consequência principalmente da variação cambial.