Gerdau (GGBR4): Fitch reafirma rating; Light (LIGT3) altera cronograma de emissão de debêntures

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Foto: (Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press/Arquivo)

A Fitch Ratings reafirmou o rating da Gerdau (GGBR4) em BBB-, com perspectiva estável.

Segundo a empresa, os ratings grau de investimento refletem o forte compromisso da companhia com uma sólida estrutura de capital e sua flexível estrutura de produção de aço em forno elétrico a arco (EAF), que está distribuída pelas Américas, o que lhe permite reagir a mudanças nas condições do mercado. A diversificação geográfica das operações, junto a seu alongado perfil de amortização de dívida e a uma sólida posição de liquidez, são considerações de crédito positivas adicionais.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

A decisão da Fitch de classificar a dívida da Gerdau acima do teto-país do Brasil, ‘BB, é baseada na capacidade de pagamento de dívida com fluxo de caixa gerado por subsidiárias nos EUA e/ou com a posição de caixa e aplicações financeiras mantidas fora do país.

Light (LIGT3) altera cronograma de emissão de debêntures

A Light (LIGT3) alterou dados do cronograma de emissão de debêntures no valor total de R$ 916,3 milhões.

A 22ª emissão da companhia tem como coordenador líder o Santnader, além de BTG Pactual e Itaú.

O cronograma foi alterado para prever novas datas de várias partes do processo de emissão.

A obtenção do Registro da Oferta na CVM ficou para 11 de junho. Já a divulgação do anúncio de início, disponibilização do prospecto definitivo e início da oferta será em 14 de junho.

A subscrição, integralização e liquidação das debêntures ficará para 15 de junho. No dia seguinte será o início da negociação das debêntures na B3.

A divulgação do anúncio de encerramento da oferta será feita em 17 de junho.

Track & Field (TFCO4): CEO Túlio Capeline Landin deixará a companhia

A Track & Field (TFCO4) anunciou que seu CEO, Túlio Capeline Landin, vai deixar a empresa em 30 de junho.

FredericoWagner, um dos fundadores da companhia, assumirá o cargo de Diretor-Presidente, além da Diretoria de Gente e Gestão, mantendo a posição de membro do Conselho de Administração. Túlio Landin liderou a implementação da nova estrutura de governança e do plano estratégico aprovados pelo Conselho de Administração.

“Sua gestão como Diretor-Presidente se encerra com a conclusão de seu contrato de três anos, no qual realizou todas as suas metas mesmo em um ambiente de pandemia, incluindo a abertura de capital no ano passado”, diz a empresa.

Acumulando mais de 30 anos de experiência, Fred Wagner teve atuação direta nos diversos movimentos de expansão da companhia, com destaque para a implementação do programa de franquias em 2011. Em 2020, com a reestruturação da governança, passou a integrar também o Comitê de Estratégia e Inovação e o Comitê de Varejo. Fred dará continuidade ao ciclo atual de transformação digital e expansão da Companhia.

Natura (NTCO3) elege diretora financeira

A Natura (NTCO3) elegeu Silvia Vilas Boas Magalhães como diretora financeira da companhia.

Com mais de 20 anos de experiência em grandes empresas multinacionais, como Banco Santander, Telefónica e Grupo Pão de Açúcar, Silvia tem conhecimento de Finanças, Inovação e Tecnologia e passagens por diferentes setores, como indústria, varejo, telecomunicações e setor bancário, contribuindo assim para a consolidação de Natura &Co América Latina como uma ampla plataforma omnicanal.

Viveo (CM Hospitalar) aprova emissão de R$ 800 milhões em debêntures

A Viveo (CM Hospitalar) aprovou a emissão de R$ 800 milhões em debêntures simples, em série única.

Os recursos líquidos obtidos pela companhia com a emissão serão integralmente utilizados para reforço de capital de giro, de caixa e/ou alongamento de dívidas de curto prazo da companhia.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.