Gastos dos brasileiros no exterior caem mais de 30% por conta do preço do dólar

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Com o dólar em alta, os brasileiros gastaram menos, em setembro, com viagens no exterior. É o que apontam os dados divulgados pelo Banco Central.

[box type=”success” align=”” class=”” width=””]De acordo com a instituição, o valor gasto pelos brasileiros foi de US$ 1,1 bilhão, o que mostra uma queda de 30,7% em relação ao valor que foi apurado em setembro de 2017. Esse dado também revela um aprofundamento nessa redução de gastos em comparação ao mês de agosto, que apresentou redução de 20,8%.[/box]

De acordo com o chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Renato Baldini, o montante das despesas com viagens foi o menor desde maio de 2016 e a causa dessa redução está relacionada com a taxa de câmbio.

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

Baldini lembra que, em setembro de 2018, o dólar era cotado em média a R$ 4,12. Já no mesmo mês, em 2017, a cotação era bem inferior, pois a moeda norte-americana era comercializada a R$ 3,13. Essa diferença afeta, e muito, os gastos dos brasileiros no estrangeiro.

Em 2018, o acumulado das despesas dos brasileiros em viagens totaliza US$ 13,8 bilhões, isso se considerados os nove primeiros meses do ano. É uma redução de 1,9% se for utilizado como base o mesmo período do ano passado, em que os gastos totalizaram US$ 14,1 bilhões.

Os investimentos estrangeiros produtivos no Brasil estavam em queda no primeiro semestre de 2018, isso em comparação ao mesmo período do ano passado. Até somente no mês de setembro de 2018, esses investimentos acumulam US$ 7,8 bilhões, valor superior ao apurado em setembro de 2017, que foi de US$ 6,6 bilhões.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Já no acumulado do ano há um equilíbrio entre os dois períodos. Em 2018, os investimentos somam US$ 52,2 bilhões, patamar semelhante ao apurado entre janeiro e setembro de 2017.

Entre os dias 1º e 23 de outubro desse ano, os investimentos diretos no Brasil somaram US$ 6,9 bilhões. A autoridade monetária brasileira estima que, até o fim do mês, esse valor deve chegar aos US$ 8,5 bilhões.

Baldini aponta que, apesar do cenário de queda registrado na primeira metade de 2018, há uma regularidade no fluxo de investimentos estrangeiros no Brasil. Para ele, o valor oscila durante os períodos de maior incerteza, contudo, há uma manutenção desses investimentos no país.

Transações com o exterior

Nas transações do Brasil com o exterior, o país apresentou um resultado positivo em apenas US$ 32 milhões, abaixo dos US$ 423 milhões positivos que foram registrados em setembro de 2017. Para o mês de outubro, o Banco Central estima um novo superávit de US$ 1,3 bilhão.

Crédito da imagem: Shutterstock

Quanto ao superávit comercial, o resultado foi de US$ 4,5 bilhões, valor abaixo dos US$ 4,9 bilhões que foram registrados no mesmo período de 2017 por conta do aumento nas compras de outras nações.

Em setembro de 2018, o saldo das importações foi de US$ 14,4 bilhões, valor acima dos US$ 13,7 bilhões que o Brasil registrou em setembro de 2017. Já quanto às exportações, o saldo de setembro de 2018 foi de US$ 18,9 bilhões, apenas US$ 300 mil acima do valor registrado no mesmo período do ano passado.

Conhece o nosso teste de perfil?

Se ainda não, aproveite a oportunidade e descubra agora se você é um investidor conservador, moderado ou arrojado.

[banner id=”teste-perfil”]


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374