Gafisa (GFSA3) levanta R$ 128 milhões; SLC (SLCE3) reporta incêndio criminoso

Matheus Gagliano
Jornalista formado em 2007. Possui mais de 15 anos de experiência em jornalismo econômico e corporativo. Passou por veículos especializados como Brasil Energia e Canal Energia e pelo Jornal do Commercio, do Rio de Janeiro. Além de passagens por veículos como Record TV do Rio, jornal O Dia e Diário Lance.
1

Crédito: Gafisa

A Gafisa (GFSA3) levantou um total de R$ 128 milhões em sua oferta para aumento de capital. O montante corresponde à subscrição de 27.892.638 novas ações da companhia imobiliária.

De acordo com a empresa, os valores subscritos nesta emissão trarão alguns benefícios à companhia. Entre eles estão a redução da alavancagem do seu balanço; e a preservação de seu caixa para continuação do seu ciclo de crescimento.

SLC Agrícola (SLCE3) reporta incêndio criminoso em área de preservação

A SLC Agrícola (SLCE3) reportou que foi constatado incêndio criminoso em a Reserva Legal Ambiental da Fazenda Perdizes –sede II (MT). Por ser área de reserva, não seria destinado ao plantio, conforme explicou a companhia.

A informação foi divulgada para esclarecer uma matéria veiculada no Valor Econômico sobre o tema.

A empresa informou que, em função do clima extremamente seco e da falta de chuvas, registradas nesse período do ano, são recorrentes princípios de incêndios em várias regiões.

A fazenda que registrou o incêndio, possui área de 13.318 hectares, sendo 7.910 hectares são de reserva legal e APP. E não 5.840 hectares, como teria sido divulgado na matéria.

A empresa enfatizou que preserva 33% da área total de suas fazendas. Além disso, enfatizou que tem um plano de promover, até 2030, a diminuição em 25% a quantidade de gases de efeito estufa. Isso se dará por meio do investimento em novas tecnologias no campo e na indústria.

Unipar (UNIP6) aprova distribuição de R$ 300 milhões em dividendos

O conselho de administração da Unipar (UNIP6) aprovou a distribuição de R$ 300 milhões em dividendos extraordinários aos acionistas. Farão jus ao recebimento dos valores, os acionistas que possuírem papéis da empresa no dia 17 de agosto, considerada a data de corte para a operação.

CCR (CCRO3): Andrade Gutierrez aumenta prazo para exercício de preferência

A CCR (CCRO3) informou que recebeu da Andrade Gutierrez carta na qual diz sobre ampliação para exercer o direito de preferência das ações da companhia de rodovias. O prazo para esse exercício foi ampliado para mais 30 dias.

Banco do Nordeste (BNBR3) nomeia novo membro do conselho

O conselho de administração do Banco do Nordeste (BNBR3) nomeou um novo membro para o cargo do conselho que estava vago. Este foi preenchido por José Ilo Rogério de Holanda.

Rodobens (RDNI3) elege novo conselheiro

A Rodobens (RNDI3) aprovou a eleição de Sergio Murilo Bahdur Vieira para o cargo de membro independente do conselho de administração. Ele terá mandato unificado com os demais membros, até 2023.