Fundos multimercados: tudo o que você precisa saber

Cláudia Zucare Boscoli
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/iStock Photos

Já ouviu falar nos fundos multimercados? Pois eles são uma boa opção para quem busca aumentar a rentabilidade e diversificar investimentos.

Isso porque, em um só produto, você passará a ter vários tipos de ativos. Vamos explicar mais detalhadamente. Confira.

Fundos multimercados: você está disposto a ousar?

Esta é a primeira pergunta que deve ser feita. Os fundos multimercados são um passo além da renda fixa. Isto é: são mais arriscados, mas também mais rentáveis.

Quando a renda fixa está em baixa, é dos fundos multimercados que se ouve falar.

Em geral, eles não chegam a ter tanto risco quanto um fundo de ações. Mas o risco existe. A diferença é que não há concentração em nenhum dos ativos, o que minimiza perdas.

Quais as aplicações envolvidas?

Os multimercados podem aplicar em renda fixa, câmbio e ações.

Eles preveem uma maior liberdade de gestão e buscam oferecer aos investidores um rendimento mais alto que em aplicações conservadoras.

Como funcionam?

Os fundos multimercados funcionam como qualquer outro fundo de investimento: são feitos em conjunto, com recursos de vários investidores, compartilhando ganhos e perdas, de acordo com o que cada um investiu.

Entenda como funciona um fundo de investimento.

Qual a rentabilidade?

A rentabilidade dos fundos multimercados é proporcional ao risco que eles representam. Não rendem tanto quanto um fundo de ações (mais arriscado), mas rendem mais do que um fundo de renda fixa (bem mais seguro).

Custo dos fundos multimercados

Como todo fundo, existe um gestor por trás da aplicação, escolhendo os melhores investimentos. Mas isso tem um preço, que deve ser levado em conta ao se optar pelos fundos multimercados.
Avalie se as taxas cobradas valem a pena comparativamente ao retorno da aplicação.

Impostos que incidem

Dois impostos incidem nos fundos multimercado: IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e Imposto de Renda.

Resgate do dinheiro

Há um período de carência, já que os investimentos são feitos em diversos ativos, alguns com pouca liquidez.

Antes de optar pelos fundos multimercados, saiba que não terá o dinheiro em mãos na hora em que quiser.

E então, pronto para dar um passo adiante?

Ainda não está pronto? Se este for o seu caso, conheça aqui os investimentos mais seguros do país.

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.