Fundos de Crédito – O que são e quando investir

Melhore a rentabilidade de sua Renda Fixa com Fundos de Crédito

Fundos de Crédito ou Fundos de Renda Fixa tipo Crédito são pela classificação da ANBIMA, fundos que podem ter mais de 20% de sua carteira em títulos de dívida.

Um bom exemplo são os CDB’s, que nada mais são do que aplicações em bancos feitas por pessoas físicas, empresas ou neste caso, fundos.

Os mais usados pelos fundos são os empréstimos para grandes empresas chamados ‘Debêntures’, inclusive os considerados de médio ou alto risco.

A possibilidade de investir uma parcela maior da carteira em títulos de crédito é o que diferencia estes fundos dos tradicionais Fundos de Renda Fixa, que só podem investir até 20% nestes títulos, já que estes títulos são bem mais rentáveis que os títulos públicos, que é onde os fundos de RF (Renda Fixa) investem.

Estes fundos de investimentos também admitem alavancagem, o que pode gerar ganhos acima como também abaixo da média, falaremos mais sobre isso na sequência.

Veja o que diz a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) sobre Fundos de Crédito

Fundos-Credito-Renda-Fixa

Rentabilidade dos Fundos de Crédito

A rentabilidade depende da alavancagem, como também dos títulos de crédito comprados pelo fundo (ex: Debêntures ou CDB’s).

Os Fundos de Crédito normalmente dividem sua carteira em títulos de mais de 20 empresas de forma a diluir os seus riscos.

A maior parte destes fundos supera com folga o CDI/SELIC, sendo que essa rentabilidade depende da habilidade de escolher bons títulos por parte do gestor do fundo, portanto vale observar o histórico de rentabilidades do fundo a ser escolhido.

Em geral, esta rentabilidade gira entre 100% e 120% do CDI – o CDI é o parâmetro para investimentos de renda fixa o Brasil, a meta é render 100% do CDI.

Espero que você tenha gostado do Resumo até aqui. Daqui para frente vamos aprofundar o assunto.

Antes de continuar, você pode me enviar perguntas caso esteja com dúvidas:





Confira o numero informado. Assim que possível, entraremos em contato para auxiliá-lo. Nosso código de área é 47.




Veja um exemplo de Fundo de Crédito – Sparta Top Crédito.

Fundo-Credito-Sparta-Top

Clique na imagem para ver os dados e o gráfico do fundo atualizados.

No último ano, este fundo rendeu 10,77% contra 6,09% da poupança.
Esta rentabilidade já é descontada de todas as taxas, só faltando o desconto do Imposto de renda que depende do prazo.

Se considerarmos um imposto de 17,5% sobre o lucro (caso o investimento fique por 1 ano).
A rentabilidade líquida será de 8,89% (45% acima da poupança).

Veja outros exemplos diretamente em nossa página comparativa de fundos

Vinci Apogeo Crédito Corporativo

BTG Yield Crédito Privado

Está gostando do artigo? Curta nossa página no Facebook!

Vantagens

Estes fundos tem ótimas rentabilidades e geralmente com um risco bastante baixo;
Existem fundos com prazos razoavelmente curtos para resgate;
A maior parte dos fundos só investe em Debêntures de grandes empresas e de baixo risco;

Desvantagens

Alguns Fundos de Crédito tem prazos longos de resgate;
Estes fundos tem o risco de inadimplência do crédito;
Alguns tem prazos de mais de 30 dias para resgate;

Quando investir em Fundos de Crédito?

Você deve investir em Fundos de Crédito como forma de compor uma carteira de Renda Fixa, normalmente é indicado que uma carteira de investimentos tenha na sua parcela de renda fixa uma composição entre: Fundos DI, Fundos de Renda Fixa, Fundos de Crédito e Fundos de Inflação.

Estes fundos normalmente tem uma consistência bastante grande e se mantem acima do CDI, que hoje é de cerca de 11% – 28 de Abril de 2014.

Para potencializar seus investimentos em Fundos, o ideal é fazer a montagem de uma carteira de investimentos e essa carteira deve ser bastante ajustada ao seu perfil de investidor para poder atender as suas necessidades de prazo, liquidez e segurança.

Faça um Teste de Perfil e entenda mais sobre carteiras de investimentos:
Teste de Perfil

Sabendo o seu perfil, será possível escolher uma carteira de fundos que esteja de acordo com sua necessidade de liquidez, prazo de investimento e aceitação a oscilações.
Veja 3 exemplos de carteiras que montei para diferentes investidores:

Carteira Investidor Moderado

Mini-Carteira-Moderado

Carteira Investidor Balanceado

Mini-Carteira-Balanceado

Carteira Investidor Dinâmico

Mini-Carteira-Dinâmico

Melhore AGORA em até 60% a rentabilidade dos seus investimentos

Entenda Quem Somos e Como Podemos Ajudar

Somos um Blog de Educação Financeira e nosso objetivo é difundir o máximo conhecimento possível, para que você encontre o Melhor Investimento para o seu Estlio de Investidor.

Quem Somos - EuQueroInvestir

Nossos autores em sua maioria, são Educadores de destaque no mercado financeiro, conciliando assim, conteúdo com experiência prática de negócios.

Se você possui alguma dúvida mais específica, pode contatá-los através do formulário abaixo!





Confira o numero informado. Assim que possível, entraremos em contato para auxiliá-lo. Nosso código de área é 47.