Fuja do Brete!

Filipe Teixeira
null

“Conheça a arte de Embretar: O Verbo mais conjugado pelos Gerentes de Banco”

A arte de Embretar

Hoje pela manhã, discutíamos aqui na EuQueroInvestir, sobre termos e gírias que caracterizam as diferentes regiões do Brasil.

Percebemos que estamos próximos de criar um novo idioma, tamanha a diversidade de culturas que aqui se encontram: Mineiros, Catarinenses, Goianos, Cariocas, Gaúchos e Paulistas, cada um volta e meia, surpreende com um termo novo. Praticamente uma Torre de Babel.

O verbo, tema da nosso discussão de hoje foi: EMBRETAR

Desconhecido de alguns, o ato de embretar-se é constantemente usado (especialmente por mim) em nossas reuniões de pauta, nas ligações com os clientes, nas discussões sobre futebol e na troca de experiências sobre casamento (calma, chegaremos lá).

É impossível compreender a complexidade do “embretamento”, sem entender primeiro, o que é um brete.

Brete é uma espécie de compartimento ou jaula, onde o gado é examinado, marcado ou recebe algum tratamento veterinário.

Logo, embretar, é o ato de encurralar, cercar, induzir a “vítima” até o brete. Embretar-se, é a ação de ser ou sentir-se embretado.

O Brete na Política

Recentemente tivemos um clássico embretamento, protagonizado pelos irmãos da JBS (com o “B”, de Brete). A cada ligação, reunião e recebimento de propina, Temer, Aécio e cia ltda, embretavam-se magnificamente.

Para quem ficou bilionário embretando gado, embretar Presidentes e Senadores é tarefa das mais simples.

Por falar em presidente, Dilma Roussef foi outra que deixou-se embretar. O ardiloso PMDB (olha o “B” de brete aí de novo) sempre foi useiro e vezeiro na arte de embretar.

Eu não estive em nenhuma passeata em favor da ex-Presidente Dilma, mas tivesse ido, certamente levaria um cartaz:

Outro notável embretador, o Juiz Federal Sérgio Mouro, utilizou-se da delação premiada, no papel do cachorro ovelheiro (cão usado para conduzir o gado para o brete), empilhando mandatos de prisão contra empresários, diretores, políticos, ex-ministros etc.

Nada é mais eficaz na condução ao brete, que um cão lhe mordendo os calcanhares.

Fechando o segmento político, ninguém mais na história deste país, embretou-se tanto, como o nosso ex-Presidente Lula.

Réu em 7 processos, entre Lava Jato e Zelotes, Lula caminha a passos largos para o brete.

Cuidado com o brete na hora de Investir!

Quando o assunto é investir, ninguém veste melhor a carapuça do embretador, quanto o Gerente do Banco (não é atoa que banco começa com “B”).

Entre uma previdência privada com altas taxas de carregamento, uma poupança que rende menos que a inflação e aquele título de capitalização maroto, nosso Embretador das Galáxias segue batendo suas metas, às custas da sua rentabilidade.

Veja bem, seu gerente não é o vilão desta história. Ele tem metas agressivas a bater e sofre pressões terríveis para te embretar. Imagine então, em um cenário de crise econômica com uma das maiores taxas de desemprego da última década?

Repito, seu gerente não é uma má pessoa, mas…

Para o banco, alguém precisa ser embretado sempre!

[banner id=”05.01″]

[banner id=”03.02″]

[banner id=”teste-perfil”]