Frigoríficos catarinenses são autorizados a exportar suínos para a China

regiane delfino medeiros
Colaborador do Torcedores

Crédito: Marion Streiff por Pixabay

A viagem recente da comitiva do presidente Jair Bolsonaro à Ásia gerou uma boa notícia para a economia brasileira. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, declarou, na última segunda-feira (4) que alguns frigoríficos catarinenses foram autorizados a exportar miúdos suínos para a China.

Segundo a ministra, “as exportações já podem ter início imediato. Medida vai movimentar a economia catarinense e gerar mais renda para os produtores rurais”.

No total, sete plantas frigoríficas foram habilitadas a exportar miúdos suínos para a China. Elas estão inseridas em quatro frigoríficos localizados no oeste catarinense e Vale do Itajaí: Seara, Aurora, BRF e Pamplona.

Essas indústrias já estavam habilitadas a exportar, mas só agora estão aptas para efetivar o comércio com os chineses.

“Habilitação não dá direito de exportar, só diz que está apta. Agora veio a autorização para exportação. Desde o fim de outubro já podemos oficializar os desembarques”, diz Jorge de Lima,  gerente executivo do Sindicato das Indústrias de Carne e Derivados (Sindicarnes-SC).

Impactos na economia catarinense

A expectativa do Sindicarnes-SC é de que os frigoríficos catarinenses faturem por mês US$ 15 milhões (cerca de R$ 60 milhões) a mais do que o previsto.

Além disso, a  estimativa é de um incremento mensal de sete mil toneladas de subprodutos suíno nos produtos exportados.

Em relação a um aumento na oferta de trabalho, Jorge de Lima afirma que novas vagas já foram abertas esse ano. No total, o setor ofereceu cerca de 60 mil empregos diretos.

Peste suína na China

A China enfrenta uma crise neste setor por conta da peste suína africana. Com a doença, mais de 6,9 milhões de animais foram sacrificados, conforme dados da Secretaria de Agricultura de Santa Catarina.

Como consequência, a oferta desse tipo de proteína animal se reduziu no país.

Em decorrência disso, a China, o país mais populoso do mundo, com 1,38 bilhão de habitantes, se viu na necessidade de importar a carne suína do Brasil.

Mais especificamente de Santa Catarina, atualmente o único estado do Brasil livre de aftosa sem vacinação.

Por esse motivo, Santa Catarina é considerado o maior exportador de carne suína do país.

Nos nove primeiros meses deste ano, 299,09 mil toneladas foram exportadas pelo estado. Isso representa 57,74% da quantidade exportada pelo Brasil.

 

 

LEIA MAIS:

Frigoríficos catarinenses são autorizados a exportar suínos para a China

Em meio à crise, governo anuncia pacote de reformas

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.