França se diz pronta para enfrentar ameaças tarifárias dos Estados Unidos

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Shutterstock

A França está pronta para encarar de frente as ameaças dos Estados Unidos de aumentar a tarifação de champanhe e outros produtos do País.

Segundo a agência de notícias Reuters, Bruno Le Maire, ministro das Finanças da França, concedeu entrevista ao canal de TV France 3 confirmando que levará as ameaças de Donald Trump aos tribunais.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O presidente norte-americano tem ameaçado taxar em 100% cerca de US$ 2,4 bilhões em produtos franceses como retaliação ao novo imposto da União Europeia sobre empresas de serviços digitais.

“Estamos prontos para levar isso a um tribunal internacional, principalmente à OMC, porque o imposto nacional sobre empresas digitais afeta as empresas americanas da mesma maneira que as empresas da UE ou francesas ou chinesas. Não é discriminatório”.

Segundo Le Maire, a ida da França à Organização Mundial do Comércio é para provar que há muito tempo as empresas digitais dos EUA não pagam impostos suficientes sobre as receitas auferidas no país.

A França determinou em julho a taxação de 3% sobre a receita auferida no país sobre empresas de tecnologia de certos tipos de atividades digitais. Google, Facebook e Apple são algumas das atingidas pela determinação.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo