Foguetes atingem área de embaixadas em Bagdá nesta quarta

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)

Crédito: Reprodução

Dois foguetes atingiram, nesta quarta (8), a Zona Verde, área fortificada que abriga embaixadas, sedes do governo iraquiano e o parlamento do país, em Bagdá. As informações são do portal CNBC. O bombardeio ocorreu pouco depois da meia-noite, no horário local (18h em Brasília). Não sabe ainda que grupo ou país é responsável pela autoria dos disparos.

A embaixada americana também fica na Zona Verde. Não há, até agora, relatos de vítimas. O ataque de foguetes ocorre um dia após o Irã assumir autoria por bombardeios que atingiram bases militares que hospedam tropas americanas no Iraque.

As forças armadas do Iraque anunciaram que dois foguetes Katyusha caíram dentro da Zona Verde. não foi informada a dimensão dos danos causados pelo bombardeio. Um deles explodiu próximo à embaixada americana.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

No sábado (4) e domingo (5), lançamentos de foguetes também atingiram a Zona Verde e bases militares no Iraque que abrigam tropas dos EUA.

Mísseis destruíram bases na terça

Mísseis iranianos atingiram, nesta terça-feira (7), bases onde estão instaladas tropas americanas no Iraque. A Guarda Revolucionária do Irã assumiu a responsabilidade pelo lançamento.

Teerã confirmou o ataque. E disse que “dezenas de mísseis foram lançados contra bases no Iraque”. O ataque é uma resposta do país ao bombardeio americano que matou, no último dia 2, o chefe da Guarda Revolucionária Qassem Soleimani em Bagdá.

Agências internacionais informam que o ataque envolveu até doze mísseis. Os Estados Unidos divulgaram hoje imagens das bases, que tiveram prédios e outras instalações destruídos.

Pronunciamento de Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na tarde desta quarta-feira (8) que nenhuma pessoa foi morta pelos ataques de mísseis iranianos contra duas bases dos EUA no Iraque na madrugada de hoje.

Trump disse que se envolverá mais nos assuntos do Oriente Médio e que os EUA não permitirão que o Irã desenvolva armas nucleares. Trump deixou isso claro desde o começo do discurso: “Enquanto eu for presidente dos Estados Unidos, o Irã não terá armas nucleares”, afirmou.

Trump, contudo, afastou uma escalada do conflito com o Irã, ao dizer que as novas sanções econômicas contra o Irã poderão ser lançadas imediatamente. Ele também fez uma menção aos outros quatro membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas.