Focus eleva inflação e Selic; para 2022, todas as projeções são revistas

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Marcello Casal/Agência Brasil

O Boletim Focus, do Banco Central, reviu para cima as projeções inflação e Selic para este ano. No entanto, manteve as estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) e para o dólar. Para 2022, foram revistas para cima todas as projeções para cima, com exceção do PIB, que foi revisto para baixo.

Com relação à inflação medida pelo IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo – o mercado estima um índice em 8,35% ao fim do ano. Há uma semana, a projeção era de 8%; e há quatro semanas, 7,11%. A alta é a 24a sequencial.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Sobre a taxa Selic, o boletim projeta uma taxa de 8,25% ao ano para o fim de 2021. Na semana passada, essa estimativa era de 8%. Há quatro semanas, a estimativa era de que a taxa chegasse a 7,50% para o fim do ano.

A projeção do PIB foi mantida em 5,04%. Há quatro semanas, a projeção era de 5,27%.

Por fim, também foi mantida a estimativa do dólar em R$ 5,20 para este ano. Há quatro semanas, o mercado avaliava o câmbio em R$ 5,10.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Focus

Focus em 2022, 2023 e 2024

Para o ano que vem, a inflação foi revista para cima. O boletim prevê que o IPCA para 2022, chegue a 4,10%, frente a 4,03% da semana passada. Há quatro semanas, a projeção para o IPCA no próximo ano era de 3,93%. Para 2023, foi mantida estimativa em 3,25%. Já para 2024, foi revisto para baixo, em 3%.

Com relação ao PIB, foi revisto para baixo a estimativa em 1,63% contra 1,72% da semana passada. Há quatro semanas, a projeção do PIB em 2022, era de 2%. Para 2023 e 2024, foram mantidas as projeções, de 2,30% e 2,50%, respectivamente.

Já com relação ao dólar, para 2022, a projeção foi revista para R$ 5,23 contra R$ 5,20 da semana passada, a mesma projeção de quatro semanas atrás. Para 2023, o dólar teve a estimativa revista para R$ 5,10. Para o ano seguinte, a projeção também foi revista para cima, também para R$ 5,10.

Sobre a Selic, esta foi revista para cima em 8,50% para 2022. A projeção da taxa também teve sua estimativa elevada para 2023, para 6,75%. Já para 2024, foi mantida projeção de 6,50%.