Fleury (FLRY3) fará aumento de capital; Cielo (CIEL3) responde à CVM sobre BC

Osni Alves
Jornalista (2007); Especializado em Comunicação Corporativa e RP (INPG, 2011); Extensão em Economia (UFRJ, 2013); Passou por redações de SC, RJ e BH (oalvesj@gmail.com).
1

Crédito: Fleury

O grupo Fleury (FLRY3) elevará seu capital em R$ 5,050 milhões conforme fato relevante divulgado nesta terça-feira (4).

Com isso, o valor do novo capital social vai a R$ 1.454 bilhão, informou a empresa.

Foram emitidas 577.893 ações de cada espécie e classe. Trata-se das ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Conforme o grupo, o preço de emissão estabelecido foi de R$ 8,74 por papel.

Veja o desempenho de FLRY versus Ibov em seis meses:

Fonte: tradingview,

Cielo responde a CVM sobre comunicado do BC

A Cielo (CIEL3) emitiu nota se posicionando acerca da operação de transação financeira via aplicativo com o WhatsApp.

Isso porque o Banco Centrou (BC) pediu esclarecimentos à companhia por conta de testes entre as empresas parceiras.

O informe foi repassado nesta terça-feira (4) e diz o seguinte: a Cielo esclarece aos seus acionistas e ao mercado em geral que o Banco Central (BC) determinou aos instituidores de arranjos de pagamento a cessação imediata das operações com a utilização do aplicativo.

E acrescentou: “o BC iniciou tratativas com os Instituidores de Arranjo de Pagamento responsáveis pela solução de pagamento do Whatsapp para melhor entendimento da solução”.

O questionamento do BC se deu após notícias veiculadas pela imprensa sobre os testes com o WhatsApp  Pay no mercado de pagamentos.

O banco fez algumas ponderações: “a instituição considera um importante avanço o início dos testes e dá boas-vindas a todos os arranjos que desejarem seguir esse caminho”.

E segue: “no caso  da  Visa,  um  dos  instituidores  dos  arranjos  de  pagamento  responsáveis  pela solução de pagamento do WAP, o BC informou à empresa que não há impedimento para a realização dos testes solicitados.”

Cielo responde a CVM sobre comunicado do BC

Para o BC, esses testes não podem envolver a realização de qualquer transação real com usuários e não podem movimentar valores reais em qualquer montante.

Também, os testes não fazem parte do processo formal de análise do pedido das empresas para operar a referida solução de pagamentos, o qual continua sendo analisado conforme os procedimentos e prazos-padrão utilizados com outros pleitos.

E acrescenta que o BC pretende concluir essa análise o mais rápido possível, de modo a logo recepcionar os novos participantes no sistema de pagamentos, com a devida segurança quanto à saudável competição e à segurança de dados dos usuários.

Significa dizer que os testes não implicam autorização do BC, nem tampouco sinalizam decisão final nesse sentido, a qual deve ser concedida tão logo sejam percorridos os trâmites do processo de autorização.

A nota diz ainda que não houve manifestação sobre questionamentos feitos pela Mastercard, o que deverá acontecer nos próximos dias, seguindo a mesma racionalidade de pedidos de mesmo teor.

O BC ainda aguarda manifestação da companhia sobre o conteúdo da presente nota, em vista do comportamento  atípico  dos  ativos  de  sua  emissão  observado  durante  o  pregão  de  31 de julho de 2020, e as notícias divulgadas na imprensa sobre o assunto.

Veja o desempenho de CIEL3 versus Ibov em seis meses:

Fonte: tradingview.