Financiamentos imobiliários somam R$ 6,7 bi em abril e sobem 27,9%

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) totalizaram R$ 6,7 bilhões em abril deste ano, com queda de 0,4% em relação ao mês anterior e alta de 22,6% comparativamente ao mesmo mês do ano passado, conforme Abecip.

O volume financiado em abril foi o primeiro mês completo sob isolamento social e foi próximo aos dois meses anteriores.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Entre os primeiros quadrimestres de 2019 e deste ano, os financiamentos imobiliários aumentaram 27,9%, totalizando R$ 26,95 bilhões.

De acordo com a Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), o impacto do isolamento social foi pouco expressiva sobre a atividade de crédito imobiliário.

Nos últimos 12 meses (maio de 2019 a abril de 2020), os empréstimos para aquisição e construção alcançaram R$ 84,59 bilhões, alta de 33,9% em comparação ao registrado nos 12 meses anteriores.

Quantidade imóveis financiados

Em abril, foram financiados 23,6 mil imóveis, uma queda de 7,8% em comparação com o mês anterior e 15,7% superior ao observado em abril de 2019.

No acumulado do ano, foram financiadas 102,72 mil unidades, um aumento de 22,2% sobre mesmo período de 2019.

Nos últimos 12 meses, o número de imóveis financiados atingiu 316,6 mil, crescimento de 25,8%.

Saldo de captação da poupança SBPE

A captação líquida das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) totalizou R$ 24,6 bilhões em abril. O resultado estabeleceu um novo recorde mensal na série histórica iniciada em julho de 1994, conforme Abecip.

O recorde anterior foi registrado em dezembro de 2017, mês em que a captação líquida atingiu R$ 14,96 bilhões.

De acordo com a Abecip, o resultado foi influenciado pela redução do consumo devido ao isolamento social, maior preocupação financeira com o futuro próximo, queda da rentabilidade das demais aplicações e perdas no mercado acionário.

O saldo das cadernetas do SBPE encerrou abril em R$ 685,7 bilhões. O saldo cresceu 4% em relação ao mês anterior e de 11,7% em relação a igual período de 2019.