Filipinas fecha Bolsa por tempo indeterminado para combater coronavírus

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Infomoney - Shutterstock

O risco de contaminação pelo coronavírus aos operadores levou ao fechamento da Bolsa de Valores das Filipinas por tempo indeterminado, informou nesta terça-feira a Agência Reuters.

Diante de um cenário econômico cada vez mais caótico, marcado por quedas constantes das bolsas ao redor do planeta e pela paralisação de mercados, as Filipinas tomaram a frente e anunciaram a medida radical e preventiva à propagação da Covid-19.

Um comunicado oficial da Bolsa informou que os trabalhos ficarão suspensos “para garantir a segurança de funcionários e operadores” até segunda ordem.

A primeira da fila

Segundo a Capital Economics, a medida adotada pelas Filipinas pode se tornar tendência em outros países nos próximos dias.

“Dada a velocidade sem precedentes da queda nos preços das ações, foi sugerido que as bolsas de valores possam fechar em breve se as coisas não mudarem”, diz a nota reproduzida pela Reuters.

Patrick Perret-Green, chefe de pesquisas da Ad-Macro, também confirmou, em comunicado oficial, que os governos podem recomendar tal medida.

“Já vimos isso antes e acredito que possa haver novamente. Os governos não precisam ou querem estresse e distração adicionais nesse momento”, avisou.

OMS confirma morte de crianças pelo coronavírus

O ataque do coronavírus à economia em números