FII Mogno Hotéis (MGHT11) abre mão de taxa de administração temporariamente

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O fundo imobiliário Mogno Hotéis (MGHT11) anunciou que a gestora Mogno Capital Investimentos abriu mão de parte da taxa de administração, de forma voluntária.

A decisão entrou em vigor na competência do mês de fevereiro de 2020 e vai até o mês de junho do mesmo ano, ou até o fundo alcançar a alocação de 75% do capital obtido na última emissão.

Tal medida foi adotada porque o fii não tem obtido resultado de caixa positivo, para distribuição de rendimentos aos cotistas.

A BTG Pactual, na qualidade de administradora e a gestora ressaltam que após o término do período citado acima, a taxa de administração será cobrada normalmente conforme o regulamento do fii.