FII: IFIX despenca 0,61% no dia pressionado por PATL11 e FIIB11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Flickr

No pregão desta quarta, o IFIX fechou em forte queda pelo terceiro dia seguido, recuando 0,61% aos 2780,49 pontos.

Na mínima do dia o índice bateu em 2780,49 pontos, enquanto a máxima foi de 2802,5 pontos.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

No acumulado de junho o IFIX recua 1,28%, no ano cai 2,73%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 282,81 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11), Kinea Renda Imobiliária (KNCR11), Valora RE III (VGIR11), Rio Bravo Renda Educacional (RBED11), Vectis Juros Real (VCJR11).

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Na contramão, as maiores quedas foram em: Pátria Logística (PATL11), Industrial do Brasil (FIIB11), XP LOG (XPLG11), Mérito Desenvolvimento Imobiliário (MFII11), XP Industrial (XPIN11).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo.

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
ALZR11R$ 119,811,32%
KNCR11R$ 91,491,22%
VGIR11R$ 88,800,75%
RBED11R$ 145,150,72%
VCJR11R$ 98,790,42%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
PATL11R$ 81,00-3,44%
FIIB11R$ 486,75-2,75%
XPLG11R$ 107,11-2,72%
MFII11R$ 108,71-2,69%
XPIN11R$ 100,11-2,39%

Confira as últimas notícias sobre FII

O FII Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) assinou CCV para alienação do imóvel Venda Nova, localizado em Belo Horizonte/MG.

O imóvel encontra-se locado para a Caixa Econômica Federal e possui contrato de locação atípico vigente até novembro de 2022.

A alienação foi realizada acima do custo de aquisição do Imóvel e acima do valor de laudo de avaliação, elaborado em dezembro de 2020, e deverá gerar um ganho de capital para os Cotistas de aproximadamente R$ 5,02 milhões, o que representa R$ 0,43/cota.