FII: IFIX fecha em queda de 0,06%; índice é pressionado por KFOF11 e RBRP11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pixabay

O IFIX fechou o pregão desta terça (13) em queda de 0,06%, aos 2843,37 pontos.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

A mínima do dia para o índice foi de 2843,37 pontos, enquanto a máxima foi de 2849 pontos.

No acumulado para o mês de março o IFIX recua 0,06%, no ano cai 0,93%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 208,48 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: General Shopping Ativo e Renda (FIGS11), XP Crédito (XPCI11), Tordesilhas EI (TORD11), Pátria Edifícios Corporativos (PATC11), Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11).

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Na contramão, as maiores quedas foram em: Kinea Fundo de Fundos (KFOF11), RBR Properties (RBRP11), BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCR11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Pátria Logística (PATL11).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
FIGS11R$ 59,001,51%
XPCI11R$ 96,990,87%
TORD11R$ 11,100,82%
PATC11R$ 67,990,73%
RBVA11R$ 108,400,66%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
KFOF11R$ 95,04-1,59%
RBRP11R$ 88,60-1,38%
BTCR11R$ 92,50-1,12%
HGFF11R$ 90,00-1,08%
PATL11R$ 90,79-1,06%

Veja as últimas notícias sobre FII

FII Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11)

O BTG Pactual, administrador do FII Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11), comunicou o encerramento da 9ª emissão de cotas, que foram integralmente distribuídas, totalizando 6 milhões de novas cotas, em montante de R$ 616,14 milhões.

No período de preferência houve a colocação de 3.935.942 novas cotas junto à B3 e 109.159 novas cotas junto ao agente escriturador, remanescendo, portanto, 1.954.899 de cotas, no montante de R$ 200,74 milhões.

No período de subscrição das sobras e montante adicional, por sua vez, houve a colocação de 1.486.330 junto à B3 e 53.574 novas cotas junto ao agente escriturador.

FII TG Ativo Real (TGAR11)

A Vórtx, administradora do FII TG Ativo Real (TGAR11), informou a abertura de nova emissão de cotas no montante de até R$ 420 milhões.

Desse modo, a 10ª emissão será de até 3.264.165, podendo a quantidade de novas cotas ser aumentada em virtude das cotas adicionais ou diminuída em virtude da distribuição parcial.

O preço de aquisição por cota da 10ª emissão foi definido em R$ 128,67 cada.

De acordo com a administradora, os recursos provenientes da emissão e da oferta serão aplicados pelo Fundo, de acordo com a política de investimento.

FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11)

A Rio Bravo Investimentos, administradora do FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), informou que o Fundo celebrou contrato de locação com a empresa Sherwin-Willians, ocupante do Galpão 7 do imóvel One Park, para prorrogar o prazo de vigência da locação em mais 10 anos, com vencimento em janeiro/2031.

A locatária, empresa multinacional que atua na solução de revestimento e pintura, representa cerca de 6% da receita contratada e ocupa 4.700 m² da ABL do Fundo.

A distribuição de rendimentos do Fundo deverá permanecer em R$ 0,60/cota.

FII RB Capital Office Income (RBCO11)

O FII RB Capital Office Income (RBCO11) comunicou que celebrou contrato para cessão de espaço com uma grande operadora do setor de telecomunicações, destinado a uma estação rádio base, por um período de 60 meses.

O contrato representa o acréscimo da remuneração mensal equivalente a R$ 0,01 por cota. Cabe ressaltar que a celebração desse Contrato não altera a área de escritórios a ser locada, pois o equipamento está instalado na cobertura do prédio, gerando uma receita adicional ao Fundo.