FII: HCTR11, URPR11, LGCP11 e RELG11 farão emissões de R$ 420 mi

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Banco de imagens

A Vórtx, na qualidade de administradora do fundo de investimento imobiliário (FII) Hectare Ceo (HCTR11), informou sobre a 6ª emissão de cotas do Fundo.

Desse modo, com a nova emissão serão lançadas até 1.071.215 cotas. Sendo que tal montante pode ser reduzido, em razão da distribuição parcial, ou aumentado, em razão da distribuição das cotas adicionais.

O preço de aquisição por cota da 6ª emissão foi definido em R$ 116,69, assim sendo, o FII pretende levantar o montante mínimo de R$ 25 milhões.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Segundo o comunicado, os recursos líquidos captados serão destinados à aquisição de imóveis selecionados pela gestora.

Os cotistas que tiverem interesse em exercer o direito de preferência deverão se manifestar no período entre os dias 18 de setembro de 2020 a 30 de setembro de 2020, inclusive, na B3.

O HCTR11 é um fundo imobiliário do segmento papel. Dessa forma, o Fundo tem como objetivo investir em ativos imobiliários, preponderantemente em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

 

URPR11 anuncia 2ª emissão com até 450 mil cotas

A Vórtx, no papel de administradora do FII Urca Prime Renda (URPR11), informou a abertura de nova emissão de cotas.

Em vista disso, a 2ª emissão será de, no mínimo, 150 mil cotas e, no máximo, 450 mil cotas. O FII pretende levantar o montante de até R$ 45 milhões.

O preço de aquisição por cota da 2ª emissão foi definido em R$ 100 cada. A administradora informou que não haverá cobrança de taxa de ingresso.

Os cotistas que tiverem interesse em exercer o direito de preferência deverão se manifestar no período entre 18 de setembro de 2020 a 30 de setembro de 2020, inclusive, na B3.

De acordo com a administradora, os recursos provenientes da captação serão destinados à aquisição de ativos imobiliários e outros ativos, ao pagamento dos custos e despesas da oferta e ao pagamento dos encargos do Fundo previstos no regulamento.

O URPR11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo/desenvolvimento, desse modo, tem como objetivo aplicação em empreendimentos imobiliários.

LGCP11 informa sobre a 2ª emissão de cotas

A Inter, administradora do FII LOGCP Inter (LGCP11), informou ao mercado sobre nova emissão de cotas do seu FII.

Segundo o comunicado, na 2ª emissão serão distribuídas 1.565.257 de cotas. No entanto, tal quantidade pode ser diminuída em virtude de distribuição parcial.

O valor unitário foi definido em R$ 95,87. Sendo que não inclui a taxa de distribuição no mercado primário, no valor de R$ 4,13 por cota.

Com a emissão, a administradora estima levantar o montante de até R$ 150, 06 milhões.

A destinação dos recursos será direcionada conforme a política de investimento definida no regulamento do FII.

LGCP11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo, de modo que seus investimentos são destinados a propriedades comerciais do segmento galpões.

RELG11 realizará 2ª emissão de 2 milhões de cotas

A BRL Trust, administradora do FII REC Logística (RELG11), comunicou a abertura da 2ª emissão de cotas de seu Fundo.

A nova emissão será de 2 milhões de cotas, sendo que essa quantidade poderá ser acrescida em até 20%.

O preço de aquisição por cota da 2ª emissão foi definido em R$ 100,00, considerada a taxa de distribuição primária.

Como resultado, o Fundo pretende levantar o montante de R$ 200 milhões.

O administrador ressalta que a oferta está sob análise da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a qual ainda não se manifestou a respeito.

O RELG11é um fundo imobiliário do tipo híbrido. Seu objetivo é proporcionar rentabilidade aos cotistas através da aquisição de imóveis prontos, terrenos ou imóveis em construção, destinados à exploração de atividades logísticas, de armazenamento, distribuição, comerciais ou industriais.