Radar FII: veja os destaques de fundos imobiliários desta terça

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

O BTG Pactual, administrador do FII Max Retail (MAXR11), comunicou que, até 8 de outubro, não recebeu da locatária Curso preparatório exatas o pagamento do aluguel referente à competência de agosto/2020.

A condição exposta representa um impacto negativo na distribuição de rendimentos de, aproximadamente, R$ 1,83 por cota.

Adicionalmente, o BTG ressaltou que o Fundo está cobrando judicialmente os valores devidos da locatária, conforme aplicável nos termos previstos no contrato de locação.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

TRXF11 informa abertura da 4ª emissão de cotas do FII

A BRL Trust, administradora do FII TRX Real Estate (TRXF11), comunicou a abertura da 4ª emissão de cotas do Fundo.

Desse modo, a nova emissão será de, no mínimo 300 mil cotas e, no máximo, 3,92 milhões de cotas.

O preço de aquisição por cota da 4ª emissão foi definido em R$ 97,11, sem considerar a taxa de distribuição primária.

Como resultado, o Fundo pretende levantar o montante de até R$ 380,67 milhões.

A oferta será destinada a investidores institucionais e não institucionais.

Os recursos a serem captados serão destinados à aquisição de ativos imobiliários, observada a política de investimento do Fundo.

O TRXF11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo. Seu objetivo é a aquisição e venda de imóveis locados preferencialmente para grandes Companhias em contratos de longo prazo.

GRLV11 comunica alteração na avaliação de imóvel

O FII CSHG GR Louveira (GRLV11) informou em fato relevante que o imóvel do Fundo foi avaliado a mercado pela empresa Cushman & Wakefield, resultando em valor 3,21% superior ao valor contábil do referido imóvel.

Assim sendo, isso totaliza uma variação positiva de aproximadamente 3,13% no valor patrimonial da cota do Fundo.

FII: Confira os rendimentos divulgados

RBRF11: R$ 0,75 por cota em 19/10

IBFF11: R$ 0,50 por cota em 19/10

RBRR11: R$ 0,5 por cota em 19/10

RBRY11: R$ 0,6 por cota em 19/10

IRDM11: R$ 1,158746323 por cota em 19/10

TORD11: R$ 0,093808 por cota em 19/10

IFIX

Na sessão da sexta-feira, 9, o IFIX fechou em alta de 0,11%, aos 2.807,77 pontos.

Em outubro, o índice acumula alta de 0,46%. No ano, a desvalorização é de 12,06%.

  • Veja mais: KNRI11: conheça o fundo imobiliário com maior participação no IFIX