FII Edifício Galeria (EDGA11) e FII Cyrela (THRA11) trabalham para reduzir vacância

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A BTG Pactual, administradora dos fundos imobiliários Edifício Galeria (EDGA11) e Cyrela Thera (THRA11) informou que está trabalhando ativamente para prospecção de novos locatários com o objetivo de diminuir o nível de vacância e gerar valor para o fundo, nesta segunda-feira (10).

O fundo EDGA11, informou em nota que ingressou com uma ação de despejo por falta de pagamento contra a locatária restaurante Uniko Eireli, que ocupa a loja 105, situada no andar térreo do Imóvel, com área locável de 192,82 m².

Segundo comunicado do FII Cyrela, a locatária DSV UTI AIR & SEA prorrogará a desocupação do imóvel para o dia 28 fevereiro deste ano, com a finalidade de conclusão das obras de desmobilização.

O Banco BTG afirma em nota que o fundo receberá o aluguel devido até a data da efetiva desocupação, além de multa e juros, de acordo com o contrato de locação, por rescisão antecipada. Depois do recebimento, o valor será distribuído entre os cotistas.

As locatárias International Paper Exportadora e International Paper do Brasil pediram o cancelamento da devolução antecipada do imóvel e informaram o interesse de prorrogar o prazo de vigência do contrato de locação, com término em 23 junho de 2020, para 31 de dezembro de 2020, informou o comunicado.

“A Administradora está analisando a solicitação das locatárias e comunicará aos cotistas e ao mercado qualquer formalização acerca da referida prorrogação”.

 

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374