FII: BTG informa sobre aluguel e vacância do TRNT11

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.
1

Crédito: Banco de imagens

O BTG Pactual, administrador do Fundo de Investimento Imobiliário Torre Norte (TRNT11), informou por meio de fato relevante que o fundo não recebeu o aluguel referente à agosto, com vencimento em setembro, de algumas de suas locatárias.

A inadimplência dessas locatárias representa impacto negativo na distribuição de rendimentos do fundo de menos R$ 0,03 por cota.

O BTG ressaltou, no entanto, que cobrará os devidos encargos moratórios e multas aplicáveis sobre os valores de inadimplência que, quando recebidos, serão distribuídos aos cotistas nos termos da legislação aplicável.

Vacância no TRNT11

O fato relevante também trouxe mais informações sobre a notificação que o fundo recebeu da Sky, empresa de serviços de banda larga, informando intenção de rescindir todos os seus contratos de locação com o TRNT11.

Os contratos da Sky são referentes à locação dos  14º, 15º e 26º andares, depósitos e antenas e os documentos de rescisão já estão sendo formalizados.

Com a saída da locatária, a vacância do imóvel passou a ser de 49,43%. Mas o fundo recebeu a multa e os encargos de rescisão antecipada previstos no contrato, no valor de R$ 2.214.676,62.

Segundo o BTG, o recebimento deste valor impactará positivamente a receita do fundo em aproximadamente 74,27%, na comparação com agosto.

Assim, na próxima distribuição de rendimentos, cada cotista do fundo deverá receber mais R$ 0,56 por cota.

As áreas do TRNT11 que ficaram disponíveis já estão sendo trabalhadas pela administradora e consultora imobiliária do fundo, de forma que sejam comercializadas em breve.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

LGCP11 informa suspensão de pagamento de consultoria

A Inter Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários, administradora do fundo imobiliário LOGCP Inter (LGCP11), informou que a Log Commercial Properties e Participações, consultora do fundo, manteve renúncia de sua remuneração até 31 de dezembro de 2021.

Segundo o comunicado, a decisão foi tomada de forma voluntária pela consultora e o pagamento por seus serviços serão suspensos a partir de então.

A partir de janeiro de 2022, a taxa de consultoria da Log voltará a ser cobrada pelo valor originalmente estabelecido, que corresponde a 0,30% do valor da taxa de administração previsto no regulamento do fundo, com remuneração mínima de R$ 20.000,00 mensais.

Aumente seus ganhos. Consulte nossa Planilha de Monitoramento de Carteira

FPAB11 recebe valores de aluguéis atrasados

Também em comunicado ao mercado, a COIN DTVM, administradora do Fundo de Investimento Imobiliário Projeto Água Branca (FPAB11), informou o pagamento dos aluguéis atrasados no valor total de R$ 1.736.000,00.

O recebimento é referente a uma ação judicial que implicava no pagamento de R$ 2.000.0000,00 pela devedora, dividido em 4 parcelas iguais e sucessivas, cuja primeira parcela venceu em 20/09/2019 e a última em 20/12/2019.

Esse valor seria distribuído aos cotistas em R$ 0,57/por cota. No entanto, a ré pagou apenas a primeira parcela e, então, a administradora deu continuidade ao processo, exigindo o cumprimento integral da sentença.

Agora, a ré devedora retomou o acordo e depositou o valor das parcelas restantes devidamente corrigidas no valor total de R$ 1.736.000,00.

O valor recebido pelo fundo, deduzido dos honorários advocatícios no valor de R$ 295.000,00 e da taxa de administração, no valor de R$ 72.050,00, corresponde a R$ 1,83 por cota.

“Esse dinheiro será “integralmente distribuído aos detentores de cotas emitidas pelo fundo no último dia
útil do mês de setembro, juntamente com o rendimento apurado neste mesmo mês setembro,
para pagamento no dia 15 de outubro de 2020”, diz o comunicado.

Planilha de Ações: baixe e faça sua análise para investir