FII: BPFF11 e LFTT11 informam sobre emissão de cotas

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pxhere

A Genial Investimentos, administradora do FII Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos (BPFF11), informou que os cotistas aprovaram a modificação do preço unitário de emissão e da taxa de distribuição referentes a 3ª emissão.

Desse modo, foi aprovado o preço de emissão em R$ 77,48 por nova cota, após a aplicação de desconto de 14,27% sobre o valor de mercado da cota do fundo (em 17 de julho de 2020).

Já a taxa de distribuição primária foi fixada em 3,9107% sobre o valor unitário de cada nova cota. Isso corresponde a R$ 3,03 por nova cota.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

O Direito de Preferência será assegurado aos cotistas do fundo, com posição em 29 de janeiro de 2020, nos termos previstos no Regulamento.

LFTT11 encerra oferta pública de cotas A da 1ª Emissão

O Loft II FII (LFTT11), comunicou o encerramento da oferta pública de distribuição das cotas A da 1ª Emissão, realizada sob o regime de melhores esforços de colocação.

Durante o período de distribuição foram subscritas 2 milhões de cotas A da 1ª emissão, pelo preço de R$ 100,00 por cota A.

Com isso, o montante captado foi correspondente ao total de R$ 200 milhões.

 

Índigo Investimentos informa suspensão de registro

A Índigo Investimentos, na qualidade de participante do mercado regulado pela CVM, informou ao mercado a suspensão de seu registro de administrador de carteiras por determinação judicial.

Segundo o comunicado, a referida suspensão impede que no momento a instituição receba ou constitua, na qualidade de administrador fiduciário e gestor:

  • Novos fundos de investimento;
  • Carteiras administradas;
  • Clubes de investimento.

A Instituição informou ainda que já tomou as medidas judiciais pertinentes a fim de esclarecer os fatos e reverter a suspensão, através de sua revogação.